O DOM DIVINO RACIONAL DO Sr. MANOEL

O DOM DIVINO RACIONAL

Salve amigos.

Quero propor-lhes uma reflexão sobre como é trágica na vida humana a carência da Base e da Lógica; porquanto inviabiliza acertos reais. É mais ou menos freqüente ouvirmos frases como essa:

— "A solução do Universo não pode surgir da mente de ninguém. Ninguém mesmo, nunca poderia descobrir a verdadeira origem da humanidade."

Pelas premissas donde partiam, pareciam estar certos, quantos assim pensavam. E sob um razoável ponto de vista, este era um parecer  muito válido. Já eram até lugar comum, afirmações que encerravam um julgamento e pensamento conclusivo de ser impossível brotar da mente de um animal Racional (ou de sua imaginação) a explicação definitiva de como o Mundo foi feito, a sua confecção como se deu, porque se deu e como foi. Ficar sabendo qual o princípio e a origem dessa formação microbiana, o porquê da existência do Mundo, de que forma todos os feitos do Mundo foram feitos e de quê foram feitos, era tido como missão impossível.

Sim, existiam respostas sobre o porque da existência do Mundo e de todos os feitos que existem nele e fora dele; mas todas muito vagas; meros exercícios imaginários, de como imaginavam que tivesse sido. Quem sabe se não foi um caos cósmico, tipo: uma grande explosão; ou até mesmo o que sempre acreditamos, de que um Suposto Ente Supremo tivesse feito todos assim: imperfeitos, inconscientes  e cheios de defeitos.

Sob dado ponto de vista, estavam certos ao julgar e pensar que a verdade é indefinível a partir da mente do animal Racional. Não estava ao alcance do padrão de consciência humana, enquanto na classe de animal Racional, a descoberta da verdadeira origem da humanidade.

A mente encantada, por mais que cogitasse, ela nunca ia poder descobrir, de si mesma a Razão de ( o seu Ser) ser esse deletério que começa em um nada (no sêmen), se constitui em um tudo aparente e acaba em outro nada (noutro sêmen), noutra semente para constituir-se em mais um outro tudo aparente (surgido desse nada ser). Então, os mistérios permaneciam indecifráveis, porque não havia a quem recorrer, que pudesse autenticar os pareceres de como tudo isto surgiu. Tudo, em questão ficava. Não dava mesmo, para que a mente descortinasse a sua verdadeira semente e em que fôrma todos foram formados para que tomassem essa forma e com essa formação.

 Diziam:

— "Penso, então  existo."

Mas acontece que se alguém pensa e não sabe por que é um Ser pensante, esse alguém não se conhece. Se esse alguém não se conhece, existe e não sabe porque existe.

Que é como diziam outros:

— "Sei que existo, mas não sei o porquê que existo."

Daí então, não sabendo por que existe, não tem como provar com base e com lógica, a sua própria existência; portanto, Racionalmente não existe.

Afirmavam outros tantos:

— "Sou quem não sei quem sou." 

Desse ponto de vista, estavam certos na sua avaliação do que valem, ao dizerem:

— "Se valemos quanto sabemos e não sabemos nada do principal, que é saber qual que é a verdadeira origem disso que somos; então, nada sabemos. E se nada sabemos de real, nada somos."

      Sabiam que eram dessa classe de animais Racionais. Mas, não sabiam o porquê nesta classe todos estavam e nela ainda estão como remanescentes. 

Então, todos aqui estavam transitando vagamente, como uma espécie de um "quê sem porquê". E sob tais condições, mesmo já tendo terminado a Fase de animal Racional da natureza humana, pelo fato de estarem vivendo artificialmente, não sentiram essa fundamental mudança de fase natural da Natureza. Então, era preciso que nos avisasse alguém de fora daqui, já que aqui neste Mundo, ninguém pode senti-la.

      Falavam em Racional, como coisa que Racional fosse brincadeira de animal. Desconhecidos do seu verdadeiro Ser, não atinavam para esta palavra chave universal: "Racional".

Ah, se já tivéssemos, há muito, entendido e compreendido que Racional é a razão da vida, é a razão do mundo, é a razão de tudo que existe neste Mundo.

Essa realidade justa e positiva, por desconhecêla, então nunca ninguém soube dizer; porque, nunca receberam esses esclarecimentos a partir do conceito Racional, que é o conceito dos conceitos, por se tratar do verdadeiro referencial, insofismável, da verdadeira nomenclatura da origem básica do mundo e sua criação.

      Então, era um tal de ser, sem o sentido de ser e sem o real sentido do Ser. Era o mesmo que não ser.

      Limitados a esse ponto de vista, era razoavelmente válido o seu parecer, de que existem impossíveis, já que ignoravam a existência do sobrenatural.

      Se soubessem qual que foi a Razão de serem, então sim. Mas, não sabiam não. Precisava primeiro, que      soubessem qual que foi o Princípio de Ser. Depois então, chegariam todos na Razão de ser. Para isso, tinham que partir da Formação Racional de que se constituía originalmente, tudo que aqui existe, que foi o antes de, tudo aqui, assim ser, o que era noutro Plano Universal da Existência, Superior a este e que deu conseqüência a este que habitamos,  para que, só então, pudesse deduzir como foi feito o seu Ser de animal e para que pudesse conhecer as Bases reais do seu verdadeiro Ser. Precisamente neste ponto, reside a insolubilidade desta vida para a classe de animal Racional.

Tão acostumado estava com a imperfeição, a qual não viu ser feita, que tinha a imperfeição como se fosse perfeita. Então, para o animal Racional, a vida era só esta mesma e portanto, na condição de livre pensador vago sofredor e mortal, a vida para um Ser assim, não tinha solução. Por o natural desta natureza ser deformado, tinha a deformação como se fosse o verdadeiro natural estado de ser, seu e de todos os Seres.

      Então, já de outro ponto de vista, todos errados, como sempre errados (afirma o RACIONAL SUPERIOR). Errados, porquê? 

 

É que não são Senhores da Natureza, para saberem o que a Natureza é. Estavam esquecidos de que se existem os grandes gênios, os grandes inventores e descobridores (e olha que são bem poucos em proporção da população) se existem os grandes cérebros, é porque foi a Natureza que dotou cada qual do seu Dom extraordinário. Aqui nem se trata dos Dons ordinários, de que cada qual é também dotado pela própria Natureza.

      Por estarem desconhecidos da evolução natural da Natureza que é a Vida Dona de todas as vidas que ela faz, cria e mantém de tudo, ficaram alheios a essa possibilidade real de que poderia surgir na humanidade um Ser com um Dom inigualável, de entrar em contado com o Mundo Superior a este, que é o Mundo Racional de onde todos vieram e que deu conseqüência a este nosso Mundo que se tornou uma Fonte de Perdidos.

      E agora, para surpresa geral, sendo revelado a todos que nasceu um Ser com o Dom Divino Racional, que já veio do Mundo Racional para a formação de um Ser com esse Dom Divino, a fim de entrar em contato com os Habitantes do Mundo Racional. Por isso, foi um Aparelho conceituado pelo Mundo Racional como o Racional Superior da Terra. E já cumpriu a sua missão que foi iniciada em 1935, de revelar este conhecimento da verdade das verdades a toda a humanidade, para a absolvição do sofrimento e da morte para todos que se tornarem munidos do Verdadeiro Saber .

E as interpretações sobre o Sr. Manoel? Por que muitos o definem com adjetivos acintosos, chamando-o de "guru" e outros pejorativos?

O próprio Livro de Cultura Racional, no enveredar por esse assunto, nos diz que quem não conhece, por não conhecer, fala sem saber. O que realmente importa, é que o Conhecimento de Cultura Racional é um conhecimento em favor de todos e de tudo que existe. Não é contra ninguém, e sim em favor de todos, porque todos somos filhos do Verdadeiro Deus.

Acrescenta o Livro, que o Sr. Manoel já foi chamado de espírita por muitos; por gananciosos, foi visto à maneira destes; por ambiciosos, à maneira destes; por golpistas, à maneira destes; por despeitados, à maneira destes; pelos maus, à maneira destes; e pelos bons, à justa forma de ser. Quem não conhece, faz o julgamento de acordo com as versões apresentadas e de forma que, somente quem conhece o que é CULTURA RACIONAL, é que tem condições de dizer quem é o Sr. Manoel. O seu legado? O VERDADEIRO SABER.

 Uma saudação Racional a todos.

Anúncios

LIVRARIAS DE CULTURA RACIONAL PELO BRASIL

 

Citação  ONDE ADQUIRIR O LIVRO UNIVERSO EM DESENCANTO

LIVRARIAS DE CULTURA RACIONAL PELO BRASIL

 

Fone do Retiro Racional (0xx21)3759-9000 SITE: www.culturaracional.com.br

LIVRARIAS NO DISTRITO FEDERAL

Brasília

SDS Conjunto Baracat S/307
Brasília - DF - CEP: 70.392-900
Tel.: (61) 3226-3592

LIVRARIAS EM MINAS GERAIS

Belo Horizonte

Rua dos Goitacazes, 301 Lj 305 - Centro
Belo Horizonte - MG - CRP.: 30.190-050
Tel.: (31) 3273-0054

LIVRARIAS NO RIO DE JANEIRO

 

Belford Roxo

Caixa Postal 78019
Belford Roxo - RJ - CEP.: 26.131-970
Tel.: (21) 23759-9000

Carioca

Rua da Carioca, 61 - Centro
Rio de Janeiro  - RJ - CEP.: 20.050-000
Tel.: (21) 2240-4061

Nova Iguaçu

Av. Gov. Amaral Peixoto, 151 Lj 5
Nova Iguaçu - RJ - CEP.: 26.210-060
Tel.: (21) 2767-7501
LIVRARIAS EM SAO PAULO

Bebedouro

R. Doutor Brandão Veras 898b
Centro - Bebedouro - SP - 14700-335 
TEL.: (17) 3343-5751

Santo Amaro

Rua Tem. Cel. Carlos da Silva Araújo, 216 SL
Santo Amaro - SP - CEP.: 04.751-050
Tel.: (11) 5523-3170

São Paulo

Rua Nova Barão 40 Sobre loja - Centro
(próx. Teatro Municipal)
São Paulo - SP - CEP.: 01.042-001
Tel.: (11) 3255-2699
LIVRARIAS NO PARANAÁ

Curitiba

Alam. Dr. Carlos de Carvalho, 156 Conj.3 - Centro
Curitiba - PR - CEP: 80.410-180
Tel.: (41) 3322-0473 (Livraria) / 3242-6862 (Resid.)
LIVRARIAS NO RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre

Av. Otto Niemeyer 2716 SL.206 - Bairro Cavalhada
Porto Alegre - RS - CEP.:
Tel.: (51) 3242-8896 (Livraria) / 3264-3972 (Resid.)
 

FONTE CONSULTADA: Site Oficial do Livro Universo em Desencanto

CLAVA FORTE

Sabes lá o que vem a ser uma tão ousada expressão como esta:

A VERDADEIRA ORIGEM DA HUMANIDADE!

  É de causar espécie a tantos quantos se volvam mais atentamente para ela. Agora, o que será que, tanta espécie a nós nos tem causado, por o autor ter secundado, todo o  seu universo de discurso, por uma frase destas. Como se já não lhe bastasse ter batizado a sua literatura de teor nuclear cosmogônico sob a alcunha de UNIVERSO EM DESENCANTO

Teria sido, por exemplo, mais esta palavra: VERDADEIRA?

Por ser eu um "pseudo", não me arrisco dizer que sim, posto que, soaria falso.

Quem sabe, não teria sido mais esta outra palavra então: ORIGEM?

 

Citação

 Associado a este vocábulo, há toda uma sinonímia específica, como: razão certa; raciocínio, raça; Racional. E tudo isso, enredado em um mesmo liame lógico, de que o que é Racional não desvirtua do seu Ser. Tanto é assim, que tudo se transforma para poder atingir a uma meta teleológica final, deixar de ser animal: voltar a ser o que era. E o que era ?  Era o Ser em seu verdadeiro estado natural, perfeito, de ser, antes de ser o que agora é, esse Ser Racional degenerado, imperfeito, cheio de defeitos.

E agora, vamos à última palavra em destaque: "HUMANIDADE"?

Aí, bem aí nesse vocábulo é que está o que mais nos encabula.

 Que coisa ousada essa de ter dado extensão universal ao Ser concreto; e logo a este Ser que somente atribuía a si mesmo extensão existencial, âmbito de amostra! Quando nos é dado perceber a qual personagem central, de toda a trama cosmogônica, ela se dirige, daí então, nos enfurecemos, ante a surpresa que ela nos prega, esta Escrituração Racional. Ela consegue relatar em uma obra de apenas mil livros toda a trajetória de cada um e de todos nós, desde detrás dos tempos. Ela nos trás desde lá do antes de ser 21 eternidades, o que era, e nos vem revelando, com o seu relato (para muitos de nós: insidioso, torpe…) toda a nossa trajetória de descida, degrau a degrau da degeneração e deformação e da poluição de que ficamos travestidos, como seres Racionais em estado de decadência material, todos cegos de olhos abertos, prostrados pelo coma-consciencial, decorrente da mente elétrica e magnética, dentro de nossas cabeças, estar em função.

Mas, não menos intrigante, é o autor insistir na digitação das mesmas teclas de seu teclado, procurando nos fazer ver a todo custo, o outro lado da esfinge, de um mesmo dobrão, a ante-parte nossa que não é de Cezar e sim, do Verdadeiro Deus, o Deus da nossa 1ª. Origem, a parte Racional. Ante-parte esta, que já existia antes de ter sido cunhado, nesse mesmo dobrão, a esfinge de Cezar, que é o senhor magnético. Para ver o quanto a sinonímia correlata a este vocábulo "Racional" vai tomando corpo, se alastrando e abrangendo, incorporando outros vocábulos, como mais esse outro composto: "natural verdadeiro". Já aqui, pelo viés da linguagem necessária à edificação do Universo de Discurso e sob o escopo de uma estrutura lógico formal que visa comunicar o seu conteúdo a Seres ambígenos e cuja composição é uma bio-dualidade: "animal Racional".

Talvez pareça confuso, mas a confusão reside mesmo, em nosso psicodinamismo elétrico e magnético, peculiar da classe animal de raça Racional, a classe dos Seres magnetizados pelo magnetismo da mecânica elétrica e magnética, que é a mecânica da geração e formação da matéria terrestre e da matéria celeste inferior.

Implícito no Livro está: Sabes mesmo do que te falo? Sabes nada seu bobo. Soubesses tu e saberias que falo de teu desconhecido eu de quem tanto falas, mas, não sabes quem tu és. Tanto assim, que até aqui, achas que, a ti, ainda não me referi. Normal até, porquanto não sabes o que és, menos ainda, de onde vieste, nem por conta de quais prerrogativas.

Agora, é preciso que se note que há, numa Literatura de um tamanho jaez, uma gama de vocábulos que, evidentemente, não cabem dentro, ou não se circunscrevem na formatação própria dos cânones da ciência oficial do animal Racional. E se, a esse campo de domínio então se delimitasse, nada teria a acrescentar no campo do Conhecimento, que já não fosse elemento integrante do arsenal pertencente à cultura artificial, porquanto derivada da mente do ser de matéria. E também, não há porque levarmos ao extremo a mesquinhez, de negarmos ao AUTOR dessa Obra que se valha do direito de nomenclaturar, que não foi negado a nenhuma de nossas ciências. Mesmo porque, cada nomenclador com a sua peculiar nomenclatura. A mente do nomenclador animal Racional é diferente da mente do Nomenclador Racional, sem dúvida.

Mas, voltemos à palavra "humanidade":

Seja na sua especificidade, seja na sua extensão e seja na sua compreensão, a Obra atribui ao objeto a que esse vocábulo se refere, uma magnitude incontestavelmente jamais imaginada, de tão ampla. Que é o fato de cada Ser, da classe de animal Racional, ter a sua exclusiva energia Habitante do Mundo Racional, que lhe dá causa nesta vida material. Considerando que, no transcurso de 21 transformações, essa mesma energia habitante do Mundo Racional própria de cada qual de nós, ela, no dar causa aos corpos de vida humanos sempre diferentes e ligados às mais diversificadas circunstâncias, etnias, nacionalidades, degrau social, dentre uma infinidade de outros tantos parâmetros, ela produz o resultado, de nos cingir, a cada um, com o  atributo da peculiaridade pessoal, de reunir em si mesmo, cada um, todos os caracteres que veio adquirindo ao longo de uma incontável trajetória de transformações.

Então, por o somatório de todas as somas ser um, é que cada um é o mesmo que todos, e todos são o mesmo que um. O caráter de especificidade heterogênea está, nesse ponto de faculdade da razão (propugnadora incessante de sua própria origem) que não caracteriza as demais classes materiais aqui viventes, neste segundo mundo. Só o animal Racional sabe que sabe.

Sabe até, que não sabe o principal, que é saber quem é; por não saber:

v                     o que era antes de ser isso que é;

v                     porque deixou de ser o que era para ser o que é,

v                     de onde é,

v                      porque saiu de onde é para vir ter nestas paragens

v                      para onde vai e porque vai ter de voltar para o lugar de onde é;

v                     de onde é.

Mas, será que o não se conhecer não tem sido um modo errado de viver pensando como animal, vivendo mal, subjugado pela lei do mais forte? Os de pensamento mais forte dominando os de pensamento mais fraco. Um modo de viver mal, por não saber por que tem vida. Fazendo prevalecer a Razão da força.

 

Então, agora vem esse LIVRO e desassossega aqueles de nós que, iludidos pela sabedoria artificial, se rebelam ante as suas revelações, por senti-las desferidas sobre nossos preconceitos como duros golpes, desferidos como que, por uma clava forte.

Ou, quem sabe, por três clavas muito fortes. Uma delas, a de potência elétrica, nos bateu na vida. E, então, a nossa tão frágil inconsciência, em chamas ardeu.

A outra delas, a de potência magnética, nos bateu em nossa morte.

Hum! Essa então, o quanto em nós nos doeu. Agora, o golpe fatal, o último e o que mais nos doeu , foi o da 3ª Clava, que na eternidade de todos nós, ela nos bateu.

E foi essa, exatamente essa, que a clava de potência Racional que, o seu potente golpe, de tão forte, tanto em nós nos doeu.

  Então, a segunda clava forte, a de potência elétrica, assegurou longevidade aparente à pseudo-vida.

  E a outra clava, a que na morte bateu, tão rijo o fez e, tão forte que, a nossa morte não resistindo ao golpe que em si vibrou como um chicote, soçobrou, morreu.

  E foi justamente, da nossa morte, de quem mais me aproximei e, de lhe perguntar me aventurei, quando esta já nos estertores de sua existência se encontrava e, então, a ela lhe perguntei:

  —"Caveira, quem, a ti, te abateu"?

Então a mim, perplexa por minha ousadia, a morte me respondeu:

Foi a língua, essa coisa venenosa, a criminosa língua, foi quem a mim me abateu." Traidora de seus defensores, adeptos do falar multicores, dos, das prosas sem base, cultores. E , tendo me dito isso, a nossa morte, ela morreu.

É, mas o golpe implacável, que sobre a nossa vaidade intelectual se abateu, foi desfechado pela 3ª. Clava, que vibrou toda a sua potência da mais alta racionalidade, debulhando a nossa Cosmo-visão caricata, forjada por nossa artificial intelectualidade, que é o nosso preconceito de ETERNIDADE. E logo ela, que nós, Seres provisórios, pretendíamos sabe-la ser mesmo só, uma decorrência infinita de tempo. É, vejam só a audácia! Ah! E foi aí que doeu, levando-nos às raias da total perplexidade. Porque, no bater em nossa eternidade muito forte, esta (fraturada), em 21 frações se fragmentou. E a nossa uma só ETERNIDADE una, indivisível, toda fraturada nessas tantas 21 durações tão eternas aparentemente, todas se tornaram (cada qual) um longo degrau de descida que, só agora sim, sabemos que viemos descendo pelo ébano das trevas, numa luta tão vã, quanto renhida.

Então, prostrados, alevantamos as nossas mãos clamando que, de nós se apiedasse alguém, e que não fosse em vão, que daqui deste fundo do poço, por piedade, um dia nos alevantem. Mas…quem?

E, eis que, então, uma forte mão para nós se estendeu; e logo ela, que sobre nós nos vibrou os mais duros golpes do além, arremetendo-nos 3 clavas: uma na vida, outra na morte e, a última, na eternidade que, por em 21 pedaços ter sido fracionada, tanta espécie nos causou.

A sensação de alívio tardou, mas, bem chegou, para nos reconduzir de volta para a eternidade, para fora desse campo provisório e sem veleidade, que por causa disso, 2/3 da humanidade soçobrou.  

É, para a eternidade dos sempre eternos, só volta mesmo a 3ª. Energia a entrar em função, que ativando o nosso raciocínio, implanta em nós a Racional comunhão. E as outras duas energias que são daqui deste chão, aqui mesmo se extinguem e 2/3 da humanidade lá se vão de roldão, subindo o nosso 1/3, que é de cima a nossa legítima razão, e ficando aqui os outros dois, que são mesmo é do chão.

Moral da História: a vida tem Racional solução e mais nem uma outra, a vida tem não.

Acorda deste teu sono de pedra, caríssimo irmão.Velox

CURSOS DE CULTURA RACIONAL

LIVRO UNIVERSO EM DESENCANTO DE

CULTURA RACIONAL

Conhecimento de onde todos vieram e para onde todos vão, pelo retorno da humanidade ao seu verdadeiro Mundo de Origem, O MUNDO RACIONAL, por meio da Energia Racional, que é o que faz a ligação do ser humano ao MUNDO RACIONAL.

 

 

A OBRA FOI DIDATICAMENTE DIVIDIDA EM TRES CURSOS

 

 

 

1

 

 

CURSO PRIMÁRIO

Conhecimento do Astral Térreo e toda a formação do segundo Mundo em que habitamos

(porque, tudo, para se aprender , é preciso entender do princípio)

 

 

a mecânica material

 

2

 

CURSO SECUNDÁRIO

Conhecimento do Astral Superior, seus habitantes e todo o espaço cósmico.

 

a mecânica celeste

 

 

3

 

 

CURSO SUPERIOR

O desenvolvimento do raciocínio , da vidência Racional e do aparelho Racional conhecimento do primeiro mundo,  que é  o MUNDO Racional, o mundo da verdadeira origem de todos

 

 

a mecânica Racional

 

Na Cultura Racional estão todos esses cursos necessários para o desenvolvimento do raciocínio, que é um Habitante do MUNDO RACIONAL materializado em forma de máquina do raciocínio.

O raciocínio é um Órgão Divino do Mundo de Deus, é do Primeiro Mundo, o  mundo da origem da fecundação de todo esse universo e sua criação ou plantel, o MUNDO RACIONAL

A ligação do Ser Humano à eternidade, esse é que é o ponto positivo da vida eterna.

 

CURSOS PARA ATINGIR A LEVITAÇÃO NO TERCEIRO MILÊNIO

1

Primário

o desenvolvimento do raciocínio

A classe de Aparelho Racional

2

Secundário:

a evolução do raciocínio  para a levitação

A classe de Racional

3

Superior

a volta ao estado natural de ser

A classe de Racional puro, limpo e perfeito no MUNDO RACIONAL.

 

         Os leitores dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO estão no princípio de CULTURA RACIONAL, estão no CURSO PRIMÁRIO, para atingirem a levitação. 

         Mais um pouquinho, estarão preparados, e tal evento conclamará populações inteiras a indagarem:

"     Como pode isso ser possível ?  Será que estamos no fim do mundo ?"

         E muitos, mesmo vendo, não acreditarão.

 

 

A TRAJETÓRIA HUMANA NOS DIAS VINDOUROS

No curso primário,  já sentem o corpo leve e, por vezes sem conta, sentem o corpo desprender, principalmente no período noturno, quando vão descansar.

         Faz parte da preparação, os sonhos freqüentes de que estão voando, levitando, flutuando. É o primário da levitação

         No curso secundário, já estarão tão habituados a todos esses movimentos normais e  naturais, que a rotina do cotidiano, como sempre, não será alterada, pois não haverá choques nem abalos de espécie alguma.

·Ligados à Energia puríssima, à Energia de cima, vão se desprendendo das correntes negras e encarnadas do magnetismo pesado, que atrai o vivente para o chão e o mantém preso e  devotado aos engambelos materiais.

·Desprendidos e  ligados à Energia de cima, formarão em  futuro breve,

·a geração dos comboios espaciais

·Essa geração sim! Vivendo o apanágio da eternidade e  transitando  pelo espaço,   buscando,  por vias naturais, o progresso do  retorno ao  mundo  de   sua origem, estará vivendo tempo novo   positivando-se o Terceiro Milênio.            

·Portanto, o que todos necessitam nesse momento, é conhecer a Cultura do desenvolvimento do raciocínio,  do Terceiro Milênio,   que     desvenda  todos os mistérios, enigmas, fenômenos, finitos e transfinitos.

 

SEÇÃO 3 DO VOLUME 173º DO HISTÓRICO DE CULTURA RACIONAL

Hoje estamos tratando da parte provisória do Conhecimento. A primeira parte,

para depois entrarmos na parte consciente do Conhecimento.          A segunda parte.

E para depois entrarmos na parte fundamental, Racional, do Conhecimento. A terceira parte.

Essas são as passagens do desenvolvimento da Fase Racional

Agora, neste início, a mente elétrica e magnética está completamente despercebida dos dias vindouros, já que nem todo o tempo, épocas e dias por vir, serão iguais aos que se passaram e que estão se passando. Portanto, vamos continuar com o prosseguimento das partes primárias, para depois entrar na secundária e brilhar por fim com a terceira parte.(fonte: Livro Amarelo precursor do 1º volume da Obra Racional)

.

1

A Primária:    

A classe de Aparelho Racional.

2

A Secundária: 

A classe de Racional     e

3

A Superior:     

A classe de Racional puro, limpo e perfeito.

As três partes fundamentais do desenvolvimento do raciocínio.

 

O OBJETIVO DA CULTURA RACIONAL

 

 

         É ligar toda a humanidade ao seu verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL. e, de lá, receber todas as orientações precisas para o seu equilíbrio na vida.

·                    RACIONAL é paz, amor e fraternidade universal.

·                    E uma vez ligado ao seu Mundo de Origem, não nascerá mais aqui na vida da matéria.

·                    Por isso, deve ser lido, persistentemente, o Verdadeiro Conhecimento da origem da humanidade, os Livros "Universo em Desencanto" .

·                    A cultura aqui deste conjunto elétrico e magnético é uma. A Cultura das impurezas é muito diferente da Cultura pura, limpa e perfeita, de um Mundo superior ao nosso, o MUNDO RACIONAL.

·                    E a Cultura Racional é do nosso verdadeiro natural. E por isso, não há mistérios nem enigmas, define tudo com precisão, com base e lógica. Sómente a Cultura Racional é que pode trazer o equilíbrio de tudo, porque tudo que existe é de origem Racional. E,  nesses dois teores :

                      Racional puro, limpo e perfeito  e

                      Racional deformado.

Então, a forma é a Cultura de Origem. E só a Cultura de Origem, que é a Cultura Racional, é que pode endireitar o que é Racional, para a paz e a felicidade de todos

IDENTIDADE RACIONAL

·                    O Corpo de Energia Racional é a "Identidade Racional".

·                    A causa dos virus existentes no pingo d’água que deram o nome de sêmen, que se transforma esse pingo d’água  em uma máquina humana.

·                    É o que identifica a origem, é o que identifica serem de origem Racional.

·                    Esse Corpo de Energia Racional, que é a "Identidade do Mundo Racional", é que volta para o MUNDO RACIONAL, e daí, a pessoa não nascendo nunca mais aqui, neste Mundo,  por   a causa de sua existência aqui voltar ao seu verdadeiro Mundo de Origem, O MUNDO RACIONAL.

·                    Todos saberão como são feitos esses Movimentos, essa Transladação e essa

         Mudança, nos Livros de Cultura Racional, do RACIONAL SUPERIOR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Conhecimento do Ser está no raciocínio que é a sua originalidade de ser

 

 

 

E por o raciocínio ser a sua originalidade de ser, ele é a causa e a razão de todos estarem nessa categoria de animais de origem superior, por a origem ser Racional. Então, deduzindo, o raciocínio é a parte suprema do corpo, e nele estão todos os elementos completos positivos, básicos e daí, classificaram como animal de origem Racional.

 

A infinidade de mudanças que todos vieram passando de um corpo de vida para outro, como Racionais decaídos em matéria, ninguém nunca pode perceber, por ser uma coisa natural.

O natural da Natureza deformada é de transformações, renovações e mudanças. E sempre precisou que fosse assim, para que tudo, com o tempo, voltasse ao mesmo lugar de onde saíram.

 

Houve então, a formação do pensamento, para o desenvolvimento da mente. Para que a mente com o tempo, com a evolução e o desenvolvimento do pensamento, viesse a conhecer e desenvolver a individualidade verdadeira, que é Racional.

E, no se conhecer, pudesse então, a mente, entender e compreender a sua verdadeira semente.

              MAIORES INFORMAÇÕES, CONSULTE O SITE : www.culturaracional.com.br

Encontrar o Ser Racional que deu origem ao animal Racional e que ninguém conhecia. E daí, terem condições de voltar para o MUNDO RACIONAL, de onde saíram, de onde todos são.

 

O ENCANTADO NÃO PODIA DESENCANTAR-SE POR SI MESMO

Salve minha gente, vamos prosseguir falando mais um pouco de Cultura Racional.

 

O ENCANTADO NÃO PODIA DESENCANTAR-SE POR SI MESMO, DE MANEIRA ALGUMA

Lendo o universo de discurso dos Livros de Cultura Racional, a gente se depara, em suas páginas, com uma maneira de expor as coisas que, a princípio, pode parecer descabida de propósito, sem validade lógica e até de não fazer sentido ao mais trivial senso comum. 

Pode parecer que nem vale a pena dedicar algum tempo à leitura, de um sequer, de seus mais de mil livros.

Confesso que foi assim que entendi, quando me vi ensaiando minhas primeiras interpretações, diante desse conteúdo literário, que hoje reputo como o mais primoroso que possa existir.

Dependeu de dar tempo ao tempo, para que viesse me alicerçando passo a passo, até vir galgando cada degrau elucidativo desse Conhecimento de como poderemos voltar para o nosso verdadeiro Mundo de origem. Ainda bem que persisti até ter o entendimento de seu real conteúdo e objetivo incomum, que é o de fazer a ligação de cada Ser Humano ao nosso verdadeiro Mundo de origem, o MUNDO RACIONAL. Basta agora prosseguirmos nesta rota.

Muita pretensão? Só vendo, cada qual, por si mesmo. Porque, é para isso, que essa Grandiosa Obra foi feita: para abranger a todos no Mundo todo. Não bastam a minha constatação e meu ajuizamento e nem a constatação e o ajuizamento de todos no Mundo. De nada valem pra você, se você não se fizer presente na lista de investigadores do Conhecimento, que o RACIONAL SUPERIOR nos dá, das coisas como são.

Compete a você apurar se você está diante da verdade maior, ou não. Todos os demais que chegarem a alguma conclusão a esse respeito, não te eximem da tua quota de responsabilidade em aferir por ti mesmo, ou por ti mesma, se estamos (ou não) finalmente, diante de uma exposição consciente e positiva acerca da realidade da vida. É preciso que você, caríssimo leitor ou leitora, constate e ajuíze por ti mesmo ou por ti mesma. Um de nós apenas, não tem condição de encerrar em si mesmo um Conhecimento que abrange a todos. Não tem jeito, do meu ajuizamento, substituir o teu próprio, numa questão como esta: o esclarecimento da Verdadeira Origem da Humanidade. 

Ainda bem, que persisti até ter o entendimento de qual que é o real e singular objetivo deste Conhecimento Racional, que é o de fazer a ligação de cada Ser Humano ao nosso verdadeiro Mundo de origem, o MUNDO RACIONAL. Ainda bem que, a exemplo de inúmeras pessoas, prossigo persistindo até que esse objetivo maior seja alcançado por mim. Mas, todos alcançarão, embora existam muitas outras pessoas, no Mundo todo, impossibilitadas por alguma razão, incapazes por si mesmas, de buscarem por um Conhecimento dessa ordem. Mas, no bojo deste Conhecimento estão inseridas todas as circunstâncias pessoais, nada escapa. A evolução natural desta Natureza deformada em estado de degeneração, é de transformações, nada se perde nada se cria. Somos sempre os mesmos Seres Racionais degenerados, de há muito submetidos a uma sucessão de transformações de uma vida para outra, tomando a cada passagem efêmera pela matéria, uma forma corpórea diferente da anterior, sempre mal constituída e sempre mal conscientizada. E, por conta dessa razão superior, que é o livre-arbítrio, todos sempre tendo o direito ao erro e à perdição; sendo este, um decisivo fator que acaba se constituindo no enigma de nossa própria salvação. A Natureza, que é um só todo vivente, sendo ela uma só conjuntura de vida que faz todas as vidas dela dependentes, ela tem tudo contabilizado para nos conduzir todos (nesta Fase Racional) a uma solução final, a mais feliz. Ela dantes, nunca viveu uma Fase consciente e positiva, como esta agora.

De forma que a natureza de cada um dos viventes é adequada à Natureza que sempre o fez, que ainda o faz e que o mantém de tudo.

E de forma que, ela é possuidora de todos os recursos necessários à nossa devida lapidação enquanto permanecermos na classe de animal de origem Racional.

E, por estarmos todos sendo lapidados, é que estamos nesta classe de animal Racional, livre pensador inconsciente, vago sofredor e mortal. Enfim todos sofrendo, cada qual com a sua quota, da sua forma, do seu jeito, à sua maneira.

Por sermos todos filhos de uma Natureza só, somos todos irmãos, e por isso, precisamos todos nos dar as mãos.

Humanidade agora, é isso que quer dizer: A era (ou a idade) de vivermos todos irmanados em UM”.

Consta da 43ª mensagem do 1º Volume de Cultura Racional, o seguinte: “… Aí está, o Mundo chegando ao seu verdadeiro lugar, de UM por todos e todos por UM. Quem é este UM? É o RACIONAL SUPERIOR, e nós somos os todos por UM”.

Mas, acontece também, que essa mesma Natureza, dona de todas as vidas que ela faz e mantém, ela sempre passou por Fases que tiveram, em cada uma delas: inúmeros princípios (várias tentativas de dar ignição até que seu motor desse partida), seguindo-se o seu peculiar desenvolvimento, o seu auge (ou apogeu), o seu natural amadurecimento e enfraquecimento e daí, a sua crise, decomposição e fim. Na matéria em evolução, tudo é assim, tudo que tem princípio, tem fim. E, no findar, dava-se a mudança de Fase, a substituição da Fase que terminou, por outra Fase que vai passar por todas essas mesmas etapas evolutivas. 

Também assim, os processos de evolução sócio-cultural. Civilizações de eras remotas (já extintas) foram desenvolvidas pela Tábua Astrológica de valores, uma espécie de mapa da vida que todos temos redigido nas palmas de nossas mãos, pela Natureza. Este é que foi o 1º alfabeto sócio-cultural. Teve princípio e teve fim.

Depois veio com o desenvolvimento da imaginação, feito pela energia magnética, o nascimento do 2º alfabeto, que são as letras, as palavras, os algarismos e os números. Tudo isso, foi aperfeiçoado pela energia elétrica, até que ambas as energias (em conjunto) trouxeram até esta atual civilização repleta de diferentes idiomas e dialetos e escritas em muitas regiões da Terra. Até aí a mente humana, encantada, estava vivendo inconscientemente, de experiências, na dúvida de tudo e indecisa ante tantas e tantas incertezas. É que o inconsciente, a si mesmo não se conhece. Esta Fase também teve seu princípio e seu fim.

Então, no século passado, no ano de 1935, surgiu o seguinte questionamento: “QUEM ÉS TU, QUE A ILUSÃO É TANTA, INCAPAZ DE DEFINIR O SEU EU?”

Começava naquele momento, a obra da Racionalização que, só mesmo o Mundo Racional, é que podia realizar com sucesso, para embargar toda a evolução de lapidações a que estamos expostos, desde as mais remotas fases da inconsciência humana.  Começava ali, o 3º e derradeiro alfabeto sócio-cultural de toda a humanidade: a CULTURA RACIONAL, do 3º Milênio.

Como uma primeira conseqüência daquela mudança de orientação natural, a regência da nova Fase estava entregue à Energia do Mundo Racional. Terminava para a humanidade, a Fase da evolução do pensamento elétrico e magnético e tinha início a Fase da evolução do raciocínio. O Ser Humano então, perdia ali, o direito de continuar vivendo na classe de animal Racional, uma classe em extinção (a passos largos) pelo progresso da degeneração.

Como aí está, pública e notória essa era de salve-se quem puder e se puder que se passa no Mundo inteiro. Uma fase de liquidação física, moral e financeira e de tudo de um modo geral, que o pensamento fez e a imaginação fez.

Hoje, todos os que vão enveredando pelo campo literário da Cultura Racional, vão desenvolvendo naturalmente, a convicção de estarem diante de um Conhecimento da Verdadeira Divina Providência, que está tomando ▬nesta Fase Racional da Natureza▬ todas as providências para a Racionalização do animal de raça Racional, que vai alcançar um equilíbrio de Razão Suprema no desenvolvimento do raciocínio.

A Racionalização de cada pessoa, é cada qual conhecer a razão de viver munido do verdadeiro saber, para alcançar a Imunização Racional.

A Racionalização dos povos é todos conhecerem o Mundo de sua raça, o MUNDO RACIONAL e saberem como voltar para ele. Está então, agora, disponível neste Mundo, o Conhecimento do desenvolvimento do raciocínio, que é o ponto básico e lógico da vida eterna.

E assim, nos diz o RACIONAL SUPERIOR:

“Todos salvos brilhantemente,  pela IMUNIZAÇÃO RACIONAL, com a planta do seu Ser, da sua natureza, nas mãos, divulgando o seu Ser de animais Racionais e de todos os Seres que compõem o Mundo.

E por não conhecerem o seu verdadeiro Ser natural, como agora estão conhecendo, é que eram encantados.

E agora, desencantados. Desencantou-se, salvou-se, por meio do Conhecimento Racional, trazido para todos, para a Imunização de todos.

Imunizar-se é unir-se aos puros da PLANÍCIE RACIONAL, ter contato com os puros, se entender com os puros, conversar com os puros, ter todos os esclarecimentos dados pelo Verdadeiro Mundo de todos, que é a PLANÍCIE RACIONAL. E assim, salvo eternamente.

Então, quem é que não quer se imunizar?

Todos querem! 

Quem é que não quer conversar com o RACIONAL SUPERIOR?  Todos querem! 

Quem é que não aceita a sua salvação?

Todos aceitam; que é o desencanto!

Então, aí está, no Mundo, a salvação eterna de todos. O Mundo em festa para o resto da vida, o Mundo em alegrias para o resto da vida, porque todos viverão se entendendo Racionalmente e não desentendidos como feras bravias.

Aos primeiros anúncios o impacto é grande, por ninguém esperar uma surpresa destas, mas o impacto é de minutos, pois vão logo procurar se certificar e serão surpreendidos por esta verdade das verdades.

Ricos passos, ricos dias, ricas horas. Brilhantes passos, brilhantes dias, brilhantes horas. Todos se entendendo com o RACIONAL SUPERIOR pelo que todos possuem e desconheciam.

E todos desconheciam o porquê assim são. Ninguém sabia como foram feitos, e hoje todos sabendo e felizes, contentes, por estarem salvos. Então, a salvação de todos depende de conhecer o que é a IMUNIZAÇÃO RACIONAL.

Uma vez conhecendo, salvos eternamente. Aí está, para todos conhecerem, para todos se salvarem, que já chega de sofrerem.

O brilhante maior do Mundo, a riqueza maior do Mundo é a IMUNIZAÇÃO RACIONAL.

Enquanto não souberem o que é IMUNIZAÇÃO RACIONAL, não estarão imunizados.

E, para terem contato com o RACIONAL SUPERIOR, é preciso saber descrever o que é a IMUNIZAÇÃO RACIONAL.

A RACIONALIZAÇÃO SEGUNDO A CULTURA RACIONAL

Olá amigos, bem-vindos a este espaço. A finalidade precípua aqui, é a divulgação da Fase da Racionalização dentre a Humanidade, tendo por referência o conteúdo dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO DE CULTURA RACIONAL.
 
 A Natureza com as suas transformações, renovações e mudanças incessantes, veio conduzindo tudo e todos, para que — com o tempo, voltássemos ao mesmo lugar de onde saímos. Na Natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma; e em 1935 houve uma mudança de Fase — natural da Natureza — despertando assim o Universo para a nova era que se inicia.  Quando ocorreu a referida mudança de fase, da Fase de animal Racional para a Fase Racional, a Humanidade estava vivendo tão artificialmente, que não pode sentir esses movimentos de uma profunda mudança de rumo na ordem natural das coisas.
O importante a frisar aqui, pessoal, é que o caráter dessa mundança de Fase é conclusivo, transcendental, inusitado, verdadeiro,  por ser Racional. Para que tal ocorresse entre nós, neste hemisfério inferior do Universo onde o curso evolutivo sempre foi primário, dependeu de que fosse providenciada pelo Mundo Racional (que é a parte Suprema do Universo) a mudança de regência Energética em todo o âmbito constitutivo desta Natureza. A Natureza deste nosso Plano da Existência em degeneração e deformação, ela que vinha tendo toda a sua trajetória evolutiva traçada pela regência das Energias elétrica e magnética (que são as energias causadoras de nossa lapidação) ela, a partir de 1935 ficou sob nova direção e regência. Entrou a Fase da União dos dois Mundos em um só. Então, a regência do andamento evolutivo natural da Natureza agora, já está sob a égide da  Energia Racional pura, limpa e perfeita.
Ao que se propõe esta mudançaBem, vamos ficando por aqui , hoje. Mas, eu prometo a vocês que vamos retomar este mesmo assunto, de transcendental importância para os rumos da humanidade. Toca a cada Ser Humano, indistintamente acorrer a este chamado de União Universal. Tem tudo a ver com você, comigo, conosco, com todos nós. Temos que nos mobilizar em torno deste Conhecimento de Cultura Racional, o Conhecimento da Imunização Racional do Ser Humano. E prometo a vocês, empenhar-me para lhes demonstrar com clareza as razões que fundamentam esse meu primeiro chamado neste espaço, a que nos mobilizemos em benefício de nossos próprios destinos. Até mais, uma saudação Racional a todos quantos venham aqui  honrar-me com sua visita.
 
 VAMOS FALAR DA EXTRAORDINÁRIA MUDANÇA OCORRIDA NA NATUREZA DESTA ESFERA DE VIDA EM QUE NOS ENCONTRAMOS SUBMERSOS E QUE NÃO HAVÍAMOS PERCEBIDO TAL OCORRÊNCIA.
 Mas, antes, deixe-me acrescentar que a ORIGEM é que sabe governar os seus Seres; porque a ORIGEM, ela é que sabe o porquê que aqui estamos, o porquê que somos assim como somos e porque geramos aqui nessa formação. Portanto, o governo do Ser Humano está na Energia de nossa Origem, que é a Energia de nossa Verdadeira Natureza, denominada, na Cultura Racional, de "Energia Racional".
 
Pois  foi justamente o nosso Verdadeiro Mundo de Origem que tomou essa Providência de embargar a ligação do Ser Humano ao Campo das Energias Elétrica e Magnética e ligar-nos à Energia Racional. E para que tal ligação na Energia de nosso verdadeiro estado natural de ser se efetive, de uma forma consciente e positiva, foi-nos dada uma Obra Literária Específica: A  Cultura Racional, conteúdo dos Livros Universo em Desencanto. A orientação que nos está sendo dada, é para que passemos a ler e a reler persistentemente todos esses Livros de modo a que possamos desenvolver quatro potencialidades ainda latentes em nossa natureza humana, que são:
  • o raciocínio, para reencontrarmos o equilíbrio de há muito perdido;
  • a vidência Racional, que é para que fiquemos curados da cegueira crônica das vistas e da mente. Passaremos a ver o Mundo, até então invisível, do plano das Energias básicas de todo esse Universo;
  • o Aparelho que é o nosso corpo, que já de há muito vem sendo submetido a um processo de transformações decorrentes da evolução natural desta Natureza em deformação. Hoje, esse Aparelho ainda está ligado às Energias do Conjunto de giro elétrico e magnético, por isso até 1935 estivemos todos na Fase de Aparelhos porta-vozes deste Mundo elétrico e Magnético. De 1935 em diante, a natureza humana está entregue a outro plano evolutivo natural, sob a regência da Energia Racional. Urge tomarmos Conhecimento das instruções elucidativas de como nos tornaremos Aparelhos Racionais, porta-vozes do Mundo Racional, que foi onde tivemos a nossa verdadeira origem. Como Aparelho Racional, o Ser Humano vai transitar no espaço como se nave espacial fosse.
  • por último, virá o desenvolvimento da desmaterialização da Massa invisível de Energia Racional, que deu origem ao nosso Ser e que está materializada no istmo do mesencéfalo, a chamada epífise ou pineal. . .Quando ocorrer a desmaterialização dessa nossa Energia, então nós vamos tomar a forma corpórea de nosso verdadeiro estado natural de ser. E, uma vez  nesse estado verdadeiro de ser, voltamos para o lugar de onde viemos, porque é de lá que somos. Voltaremos todos para o Mundo Racional.

Cada uma dessas quatro  importantes passagens  aqui mencionadas, segundo nos esclarece o Conhecimento de Cultura  Racional, vão se verificar dentro da necessária marcha evolutiva natural desta  Natureza em transformações. Então, estamos diante de verdades colocadas a priori, para que tenhamos o devido tempo de fazer por onde, nos engajar nessa trajetória de um rumo triunfal da Humanidade. Mas, agora é a importantíssima passagem do desenvolvimento do raciocínio. E para isso, aí está a Cultura dele, a Cultura Racional.

 
 
Bem há muito ainda que expor a vocês. Vamos fazê-lo, por partes, como que em doses homeopáticas. Tomara esteja apto a fazê-los entender o quão profícuo é o conteúdo deste maravilhoso Conhecimento do Desencanto Universal.
 
Como sempre há aquelas pessoas que gostam logo de aferir por si mesmas os fatos, informamos que esses Livros estão disponibilizados para pedidos pela Caixa Postal, nº 78021-RJ , além das inúmeras livrarias pelos estados do Brasil. Quando  este espaço estiver melhor organizado, vamos passar todos os endereços corretamente.