SEJAMOS LEITORES DA CULTURA RACIONAL

  

Grato por sua visita a este espaço que tem por finalidade, somente, divulgar o Conhecimento de Cultura Racional. Aqui são repassadas interpretações feitas de conteúdos desse Conhecimento.

 

Os leitores constantes, seus estudantes, sabem que quem ainda não conhece, não pode sentir, aquilo que os que já conhecem sentem. Daí, a nossa preocupação é não polemisar ante uma forma de orientação que convém, indistintamente, a todos nós.  E nossas reiteradas tentativas de tornar claro que se trata de um posto de luz, fraternidade e amor. Que, por se tratar, verdadeiramente, do Bem; então, não é uma coisa para ser posta em discussão vã, vaidosa; aquela que somente contribui para aflorar o orgulho, a presunção e a prosa. É que no mais das vezes, a gente que lê, fica tomado de imensa alegria e emoção, e então, a vontade é bradar tudo isso ao mundo todo. Confesso que isso também se passa comigo.

 

Mediante o entendimento de que: o que é racional não é brincadeira de animal; é que tentamos neste espaço,  tornar claro pra você que nos visita (e que ainda não é leitor dos Livros de Cultura Racional) que a sua presença no rol desses leitores tem sido muito solicitada. Posso assegurar que tem sido muito sentida a sua ausência como leitora/leitor dessa grandiosa literatura. Posto que, este Mundo, hoje atravessando uma era de salve-se quem puder e se puder, carece da formação de uma significativa massa crítica de Conhecedores de tal prato literário e com toda urgência.

 

Todos sabem que, por inúmeras razões, há um considerável contingente de nossa população que está impossibilitada de realizar quaisquer leituras. E isso, só aumenta a nossa responsabilidade social, de preenchermos essa lacuna, lendo e repassando, aos demais, o que sabemos daquilo que aprendemos lendo.

 

De forma alguma, isto aqui é alguma aula. É isto sim, uma pálida noção do conteúdo desse conhecimento inédito que, quem já está passando a conhecer, está convicto de que interessa a todos neste mundo todo. Inédito, por não fazer parte do arsenal de sabedorias deste mundo.

Obviamente, esta exposição aqui dirigida a você é imperfeita e cheia de defeitos; uma vez que, quem a está dirigindo assim é. Ainda assim, fica aqui este nosso convite: ‘averigue por si mesmo/mesma. Não delegue a outrem compreender por você, esse livro da origem dos Seres, sua formação e criação; enfim, a gênese verdadeira. 

 

LEIA OS LIVROS DE CULTURA RACIONAL: “UNIVERSO EM DESENCANTO”.

Anúncios

A Natureza mudou de Fase, o que é Fase?

   

Renovamos a todos vocês as nossas boas vindas. Gratos por sua visita a este espaço de divulgação do Conhecimento de Cultura Racional. O objetivo aqui é estritamente o de enfatizar a importância impar do mesmo entre nós, interpretando-o; e não, o de polemizar acerca do seu conteúdo e de seus propósitos.

A humanidade sempre realizou (e ainda realiza) a crítica aos Conhecimentos, sejam quais forem. Há até, espaços eletrônicos da Internet movidos por esse propósito. E isso, nos parece ser uma iniciativa também salutar; ainda mais, quando realizada construtivamente; visando aprimorar o SABER DESTE MUNDO.

    Nossa finalidade aqui, porém, é somente divulgar este Conhecimento para que o seu conteúdo todo venha a ser difundido entre as populações de todo este conturbado Mundo dos dias atuais.

    Como é do entendimento de uma grande massa de estudantes de Cultura Racional, também é do nosso entendimento que, isto sendo feito dentre os povos, resultarão dias vindouros os mais brilhantes; como uma decorrência da Racionalização dos Povos.

    E que tal, se a gente abordar mais um pouquinho do conteúdo dos Livros Universo em Desencanto?

 

 A NATUREZA MUDOU DE FASE: O que é FASE?       

 

Dentre inúmeras acepções empregadas para o termo ‘Fase’, destacamos: “uma  época ou período com características definidas”. E, se tomada em consideração a totalidade desses períodos, poderá estar aí caracterizado um sistema heterogêneo, composto de fases sucessívas separadas em seus pontos terminais por uma interface de transição.

 

Lendo os Livros de Cultura Racional, vemos que assim se dá no processo evolutivo natural da Natureza: a Natureza desta deformação Racional em transformações, também chamada de Galáxia elétrica e magnética, a Galáxia do Pensamento, é uma totalidade vivendo em cada um de seus estágios de evolução, uma série de modificações. Sim, na Natureza tudo se transforma: de uma forma para outra, de um estado de ser para outro, de uma vida para outra e quanto mais não seja, de um Mundo para outro.

 

E é assim, o tempo todo, nesse peculiar deperecimento: gerando Seres degenerados, formando Seres deformados neste hemisfério universal inferior, decompondo o conjunto que é uma deterioração em forma de Seres confinados em uma global cadeia alimentar.

 

Veja-se, como um exemplo específico, o nosso caso. A Humanidade submetendo a expansão do arbítrio em meio às exigências concretas do adverso campo biomagnético onde vive confinada, veio caracterizando a sua evolução como: inconsciente e negativa. E isso, tanto sob a ótica da antropologia biofísica, como da antropologia sociocultural.  É sabido que, durante toda a trajetória da nossa espécie, veio tendo curso a variação biológica do Ser Humano. Tanto em seu desenvolvimento evolutivo, quanto em sua expressão histórica e contemporânea, vieram tomando corpo as características socioculturais da humanidade (costumes, crenças, comportamento, organização social). Mas, nunca ficaram suficientemente respondidas as perguntas que tocam na origem de nossa existência. Essa, uma pendência que sempre incomodou.

 

E após muitas etapas cumpridas, adveio uma mudança radical de conceito evolutivo natural da Natureza; para por um ponto final no desconhecimento da verdadeira origem da humanidade. Aconteceu mais uma mudança de Fase na Natureza: a Fase de animal Racional terminou e entrou a Fase do Ser Humano se tornar um aparelho ligado ao nosso verdadeiro Mundo de origem mediante o desenvolvimento: do raciocínio, da vidência Racional e do próprio Aparelho físico de matéria. Em resumo: a Natureza mudou de Fase. A Fase do pensamento terminou; a Fase agora é Racional. E agora vivemos uma conturbada transição, uma interface terminal. De um lado, estamos assistindo e vivendo a liquidação da classe de animal racional, pertencente à fase que terminou. E, de outro lado, vivemos com menor visibilidade, a recuperação da classe (em liquidação) de animal racional. E tudo, por regras naturais da natureza.

 

Revela a Cultura Racional que o marco dessa mudança se deu no século XX, em 1935, de quando a humanidade estava vivendo artificialmente. E por isso, não pode sentir os motivos dessa mudança fundamental, que mudou o comportamento da Natureza vis à vis a nossa natureza humana irracional. A Natureza matriz então, deixou de alimentar o nosso pensamento e daí, os objetivos de nossa civilização, de: fraternidade, comunhão, paz, de amor ao próximo como a si mesmo; cada vez parecendo se distanciar, paradoxalmente, à medida que mais acumulados estamos de conhecimentos artificiais.

 

Junto com a nova Fase, adveio um outro Conhecimento, parecendo de início, ser somente mais um daqueles tantos já existentes. Mas, olhando através dele, observamos algumas diferenças específicas. E a que se apresenta como a mais específica, é a fonte de onde se diz procedente: “O nosso verdadeiro Mundo de origem o Mundo Racional”. Olhando mais um pouco através dele, nos deparamos com o inusitado de sua nomenclatura. E observamos, por exemplo, que a expressão “humanidade” sob o viés da Cultura Racional, se presta ao enfoque tanto individual quanto coletivo.

 

Explicando: Cada um de nós, cada Ser Humano, não importando se é vivente, ou já falecido ou por nascer; enfim, cada qual é também “humanidade”. E isso, porque temos sido sempre as mesmas pessoas aqui a nascer, materializadas como máquina do raciocínio em um corpo dessa classe de Animal Racional. Sim, cada qual de nós, nasce desconhecido do corpo humano que foi na passagem de vida anterior. E por, na Fase do Pensamento ─ dentro da cabeça humana ─ nunca ter havido raciocinamento e sim, somente imaginação e pensamento; foi a causa de que ninguém nunca soube que o raciocínio (neste Mundo de matéria) é ele que representa a nossa pessoa que veio de lá do Mundo dos Eternos. Que é o nosso verdadeiro mundo de origem, o Mundo Racional, de onde somos e de onde saímos por vontade própria, tendo vindo para cá, dar vida a este Mundo que habitamos; mas, de onde não somos.

 

Mas, por que é que o raciocínio é o Ser básico que representa a nossa pessoa?

 

Explicando: O raciocínio, hoje, é uma Energia que nós temos materializada na base do cérebro. Materializou-se quando estava se delineando o início da existência humana. Que decorreu da extinção de Seres que saíram do Mundo Racional e vieram perdendo virtudes; até que, na extinção da última virtude formou-se o raciocínio, a mente originada na mecânica Racional. Então se desencadeou naquelas eras primevas, o início do desenvolvimento da interação das mecânicas: material e celeste com esta vida do chão. E teve origem a humanidade composta de uma parte animal, a parte material e dessa outra parte de ascendência Racional. Ficou então, orgânicamente ligada à matéria da espécie humana a que deu consequência. E que esteve, até então, latente no istmo do mesencéfalo, dentro da cabeça da gente prontinha para se tornar (nos dias vindouros) e, após o seu desenvolvimento Cultural Racional: “a suprema função de base biológica de nossas funções psicológicas”.  

E, sabem por quê?  Por a Natureza ter mudado de Fase, passando do Pensamento elétrico e magnético (como base biológica de nossas funções psicológicas de Animal de origem Racional) para esta nova Fase regente da evolução Racional da natureza humana, a Fase Racional (em que o raciocínio passará ao exercício de funcionar como base biológica de nossas funções psicológicas de nosso Ser Racional). E que começou sendo uma Fase de preparação dos Aparelhos Racionais, a Fase do desenvolvimento do raciocínio na Cultura dele: a Cultura Racional. E, em seguimento, complementando-se com o desenvolvimento da vidência Racional e do desenvolvimento do Aparelho elétrico e magnético, até que esse nosso Aparelho físico de matéria se torne um Aparelho Racionalmente desenvolvido; para que entre na Fase de Aparelho de vida cósmica Racional. É uma grandiosa evolução, natural da Natureza, repercutindo-se num círculo virtuoso Racional, de impacto brilhante, consciente e positivo sobre a natureza humana.

 

E, essa culminância, tantas foram as vezes que cada qual nasceu em cima desta Terra que, se simultaneamente, pudéssemos ver todos os personagens que foram encarnados neste Mundo de matéria e vividos por nossa pessoa Racional; então, certamente somaria um mundaréu de gente; e, um diferente do outro, na forma de ser. E a forma sempre veio passando; mas o causador da forma de ser, sendo sempre o mesmo a produzir e organizar, pra gente, uma vida transformada do seu verdadeiro Ser. Mas, sempre o mesmo Ser, que é o raciocínio do extinto corpo de Energia Racional que veio acompanhando a evolução desta Natureza deformada e degenerada nesse estado de corpos de vida em transformações, para a identificação da gente, como Seres de origem Racional. Cada Ser tem a sua Energia que originou o seu Ser.

 

De forma que, pelo exposto, somos “humanidade”; seja pelo rosário da vida, caracterizado pelo mundaréu de corpos que o nosso raciocínio, representando a nossa pessoa, já encarnou neste Mundo de matéria, morrendo e nascendo ao longo de muito e, muito tempo mesmo; ou, seja ainda, pela soma, num dado momento, da população recenseada de corpos viventes, habitando este Mundo de matéria. Mas, por que a população cresce?  É para dar vazão, nesta mecânica do chão, ao imenso  número de corpos deformados de Energia Racional, existente (invisivelmente é claro) neste conjunto Mundial elétrico e magnético. E o Conhecimento da realidade da vida, seguia sempre sendo um Conhecimento aparente; somente retratava para todos os aspectos da realidade aparente. Esse sempre foi o círculo vicioso da Fase do Pensamento.

 

Então, ficamos todos em revezamento, nessas idas e vindas funcionando (o nosso fluido Racional) como forma elementar de geração, formação e criação dos Seres, dentro do calor, que é neste conjunto termodinâmico de vida animal.  E todos, não encontrando lógica nem base na vida, por ninguém se conhecer. E assim vivendo, como vida provisória, a vida não tinha sentido, na Fase de Animal Racional da natureza humana; porque ninguém encontrava lógica. Por ninguém se conhecer. Ninguém conhecia o seu princípio e nem o seu fim.

Ao longo do tempo, a vida veio se tornando um rosário de amarguras e de aventuras. Um tesouro de nulidades; por ser gerada de um ínfimo óvulo no formato de um pingo d’água; e, depois de tomar a forma de um tudo aparente, terminar em nada. Assim sempre foi na Fase de Animal Racional.

 

E então, vivendo artificialmente ninguém conhecia a causa nem a origem do desconhecido Mundo onde existe a fonte da origem da causa desse óvulo seminal líquido ínfimo. O próprio artifício, a base cultural da matéria, a que tomávamos por referência para a organização da vida, não havia quem soubesse quem foi que fez o Conhecimento Artificial. Mas, todos ficavam sofrendo as conseqüências dos males causados pelo artifício. Mas éramos seguidores dessa Tábua artificial de valores, embora ninguém soubesse quem foi que fez essa fonte de artefatos artificiais, muitos deles, destruidores de vidas. E ninguém sabia por que foi feito o artifício, com que objetivo e nem para atender a qual propósito. E esse era o estado de todo Ser encantado: viver, por ter vida e sem conhecer a razão do viver.

 

Com o advento da Cultura Racional e com a conclusão de seu conteúdo já na última década do 2º Milênio (calendário gregoriano), todas essas questões ficaram respondidas, estabelecendo-se então, uma base pra gente se basear.

É um conjunto de volumes de um só inusitado Livro, de uma só autoria, mas que tem a capacidade de conversar com todos nós e com cada um de nós. Nele ficamos sabendo que: assim como começou o ciclo vicioso animal (o da orientação inconsciente e negativa) que foi só para lapidação da gente; assim também, tendo chegado agora o seu fim; vindo então este momento, dele ser revertido para o círculo virtuoso Racional (o da orientação consciente e positiva).   E, assim doravante lastreados, desde uma Origem Racional, razão de tudo e de todos, na qual reside a força do Poder que constitui a vida; vai positivando-se (pelas provas e comprovações) a Fase Final, por a gente ir encontrando bem sedimentado, um motivo real de viver. Uma meta básica e lógica para ser alcançada; mas não, uma meta qualquer; e sim, a nossa meta final: “a volta de todos para o Mundo Racional”.

 

Saiba tudo sobre a solução da vida, definida e definitiva, lendo os Livros de Cultura Racional, os Livros cujo saber adquirido neles, nos torna indultados e por fim, absolvidos de nossa condenação ao sofrimento e à morte: “Universo em Desencanto” — a verdadeira origem da Humanidade.

Focalizando duas questões básicas.

 

O que são as classes da Deformação e transformação?

 

(Com base em: 08º Histórico/ 40ª questão respondida/pg. 20)

 

            Dos Racionais que saíram do Mundo Racional, uns tantos se extinguiram em cima da Resina e outros, em cima da Planície. E outros mais, se transformaram em outros corpos. Foi uma infinidade de transformações de corpos de vida diferentes em classes diferentes umas das outras. E tudo veio se transformando, até se deformar como está.  (Com base em: 08º Histórico/ 59ª questão respondida/pg. 36)

 

Foi a Energia transformada em vírus que idealizou, gerou e formou toda essa arquitetura heterogênea que, foi produzida pelos Seres que se deformaram em classes inferiores. E então, houve a formação de corpos de vida deformados e, por isso, todos diferentes.

 

Cada qual se degenerou na categoria que fez por onde merecê-la. E assim, temos a seguinte escala hierárquica da deformação (Com base em: 01º Réplica/ 68ª questão respondida/pg.129):

1º) Os habitantes do Astral Superior; 2º) Os Planetas; 3º) O Sol; 4º) A Lua; 5º) As Estrelas; 6º) Os Habitantes do Astral Inferior; 7º) Os habitantes de cima da Terra, que são duas categorias em uma só, com fórmula diferente: a) Bicho Racional e b) Bicho Irracional. A fórmula de ambas é uma só, com pouca diferença de divisão. O risco de descida da classe de animal Racional para a classe dos irracionais é muito grande.

E o que passa para a categoria inferior é o corpo de Energia Racional. Trata-se da fábrica do vírus Racional. O corpo de Energia Racional sempre  permaneceu como a causa do vínculo de nossa origem (01º Tréplica/ 01ª mensagem/pg.06): O vínculo é justamente o vírus Racional existente no sêmen. Esse vírus é o causador da mudança de corpos.

No findar um corpo de uma classe, por o vírus estar enfraquecido; então, entra em formação de outro corpo noutra classe, mais inferior; por ser a causa das formas de transformações. É que, este, é um Mundo passageiro e assim também o são as vidas; por isso, nasce e morre; e a deformação segue em estado de extinção. Agora, o micróbio Racional que é a causa do corpo humano enfraqueceu; e por isso, o raciocínio está em vias de extinção. E corpo sem raciocínio é classe de corpo irracional. Deixando de existir na Terra, com o tempo, essa classe de Animal Racional, por conta desse progresso de degeneração.

Está visto que o que passa para a categoria inferior é o corpo de Energia Racional que é a causa do micróbio (ou vírus) que dá formação à máquina do raciocínio.  Daí, os vírus da matéria ficam por conta da Energia Animal; que segue dando continuação a classes de corpos de vida da 7ª hierarquia inferior no Mundo do animal irracional.

E o corpo de Energia Racional causador do raciocínio representante da pessoa na matéria, prossegue ligado ao Mundo de sofrimento, acompanhando o progresso da degeneração e deformação em extinção.

E tem mais outra: quem se voltar contra alguém, por inadmissível falta de respeito ao que determina esta Fase do Mundo Racional na Terra; (adverte-nos o Livro), está contra o Conhecimento da razão da vida, do Mundo e de tudo que existe no Mundo. Esta é a Fase de Um por todos e todos por Um.

Haja vista, este Conhecimento de nossa salvação eterna ser em favor de tudo e em favor de todos; não é contra nada nem contra ninguém; porque todos são filhos de Deus. E todos já temos um Tribunal Racional para nos reajustar segundo nossos procedimentos neste Curso Primário de dois Mundos: o Mundo visível, que é da matéria, e o Mundo invisível que são os Habitantes do Espaço entre o Sol e a Terra (muitos dizem: espíritos). Dois Mundos Encantados onde a vida está em curso primário (6º e 7º Grau Inferioridade Racional), abaixo do Sol que está no 3º grau da Hierarquia da Deformação da Razão Suprema de tudo existente. É hora de nossa conduta se tornar ilibada; em prol do bem de tudo e de todos. Antes temos que nos tornar equilibrados

pela Energia da Imunização Racional que se obtém no Conhecimento de Cultura Racional gravado em nosso "eu".

A presente descrição é só uma pálida noção do que está esclarecido em minúcia de detalhes nos Livros: “Universo em Desencanto”, de Cultura Racional.

 

 

O que são virtudes?

 

Com base em: (08º Histórico/ 23ª questão respondida/pg. 15)

(01º Obra/ 45ª Lição /pg. 293)

 

São vidas, por serem vidas; têm essa propriedade de sua peculiaridade, que é se transformarem em outras vidas, devido à deformação dos Seres. Mas, são vidas essenciais, são Seres vitais. São Essências e, como tal, é o nosso Ser substrato. Aquele Ser que dá suporte de racionalidade a esta outra nossa Existência que é uma deformação Racional em transformações. É o que são virtudes. E a vida daqui é constituída dessas virtudes deformadas de origem Racional. De forma que virtude é vida, se transformando em outra vidas.

Foi da deformação que houve das virtudes da parte da Planície e dos Corpos Racionais que surgiu essa Heptarquia Universal Inferior; as sete partes que compõem o Mundo. Agora são os tempos da sua volta ao estado natural.

Os corpos anteriores vieram perdendo virtudes e; elas, com o tempo, se reunindo, tomaram a forma de corpos de vida diferentes, de várias classes e várias categorias; devido às modificações do enfraquecimento.

            Hoje estão mais fortes, as virtudes de que se originou um corpo de vida; com o tempo, já está mais fraco, gera outro corpo de vida diferente e segue enfraquecendo pela geração de outros corpos de vida diferentes. E assim, sucessivamente, pelas transformações que vieram se passando e dando formação a corpos diferentes uns dos outros.     

Virtudes significam vidas, são essências vitais de origem Racional. Virtudes são vidas essenciais dotadas de qualidade própria para que se produzam tais efeitos. Que é corresponderem a outras vidas.

A vida daqui é constituída dessas Virtudes deformadas. A presente descrição é só uma pálida noção do que está esclarecido em minúcia de detalhes nos Livros: “Universo em Desencanto”, de Cultura Racional. Procure lê-los.

 

Raciocínio e Pensamento: a diferença específica.

 
   Sejam todos bem vindos. Agradeço a sua visita a este espaço de divulgação do Conhecimento de Cultura
Racional. O objetivo aqui é estritamente este e não, de polemizar acerca do seu conteúdo e de seus objetivos.
A humanidade sempre realizou (e ainda realiza) a crítica aos Conhecimentos, sejam quais forem. E isso, é salutar
ainda mais quando realizada construtivamente; visando aprimorar o sager deste Mundo.
    Nossa finalidade aqui, contudo, é somente divulgar este Conhecimento para que o seu conteúdo todo venha a ser
estudado em profundidade pelas populações de todo este conturbado Mundo dos dias atuais.
    Entendemos que isto sendo feito, resultará em dias vindouros os mais brilhantes.
    Bem, então, vamos tratar de mais um pouco do conteúdo dos Livros Universo em Desencanto?

 

 

O que é o raciocínio? Quem é? De que foi feito? E qual a diferença específica entre ‘pensamento’ e ‘raciocínio’?

 

Com base em: (01º Obra/ 42ª e 43ª mensagens/pg. 283 a 290); (08º Hist./ 28ª questão respondida/pg. 17); (72º Hist/ Título 1º/1ª mensagem./pg. 17).

 

Nós estamos na classe de: Animal superior aos irracionais; porque temos raciocínio. Acontece que o raciocínio não é de origem de onde teve origem o pensamento.

O pensamento é de origem da matéria. De modo que, quando não existia a matéria, não havia pensamento.

O pensamento teve origem neste conjunto chão, derivado de um óvulo no formato de um pingo d’água, de nome ‘sêmen’. É essa a parte animal; a parte material, a parte do corpo em lapidação e da vida em sofrimento.

Foi o que fez, de nós:humanos irracionais, Seres dotados do dom da racionalidade providos dessa faculdade que dizíamos tratar-se do: ‘raciocínio’; e isso, mesmo não sabendo a diferença específica existente entre uma coisa e outra.

A humanidade, por não se conhecer, julga ser o que não é, julga possuir virtudes que em si não existem. Para nós sermos Racionais mesmo, precisamos do Conhecimento da Imunização Racional; é do que nos assegura o ‘RACIONAL SUPERIORdizendo-nos: … Quem quiser ser Imunizado, que leia… esta Obra assiduamente… quem quiser ter o equilíbrio Racional que faça por onde…. Nesse Mundo ninguém desfruta desses Conhecimentos… o livre pensador é bicho desequilibrado que vive em experiência, e o Racional é consciente, é equilibrado e possuidor de toda a felicidade…. Para serem Racionais precisam do Conhecimento da Imunização Racional, pois daí nasce o equilíbrio fértil, completo… de tudo, terminando todas as dúvidas e experiências..

Uma observação pertinente, e só a guisa de esclarecimento: O pensamento é animal. Todos os bichos pensam, têm o pensamento vibrando na condução de seu Ser deste e neste Mundo de matéria. Todos os bichos animais irracionais são livres pensadores. E, por isso: Cantam, passeiam, trabalham, produzem, de acordo com a sua categoria. Criam, lembram de seus filhos, sabem que estão para ter crias e muito antes, fazem sua cama, para depois irem buscar alimento para eles, com pleno saber do que podem e não podem dar para alimentá-los. As fêmeas pensam nos machos e os machos pensam nas fêmeas. Mas, tudo que pensa é bicho e não tem estabilidade..

O raciocínio é de origem de cima, é de outro pólo precedente e transcendente, e que concorreu para que tivéssemos dentro de nossa cabeça essa ligação de: centros astrológicos livres pensadores, em lapidação preparatória; até que, ficássemos prontos, o mais satisfatoriamente possível, para podermos nos conhecer Racionalmente. Foi pra isso que aqui nascemos.

O raciocínio é a razão das coisas, a perfeição do Ser e dos Seres.

O raciocínio é o ponto vital da vida eterna. É o pólo orientador do Mundo dos Eternos, puros, limpos e perfeitos. Por ele ser a parte de nossa identificação Racional, é que somos: Racional com forma de Animal; porque ficamos decaídos em matéria. Da partição que se formou numa deformação, o raciocínio é a parte que se extinguiu em cima do início da formação da matéria.

Uns tantos Racionais vieram perdendo as suas Virtudes que tomaram a forma de outras vidas.

E a parte que se extinguiu em cima do início da terra e da água, foi que se formou o raciocínio.

Quer dizer: a última Virtude que se extinguiu; por ser Virtude, tem vida e, por ter vida, formou o raciocínio. Formado da última vida de origem Racional que se extinguiu.

Sendo esse, o dom Racional que todos temos; mas que não sabíamos o porquê de nós sermos tidos como: ‘animais Racionais’. Hoje, sabendo.

Mesmo por que: o raciocínio (essa Energia Racional latente dentro de nossa cabeça) é um Habitante do Mundo Racional materializado como máquina do raciocínio; essa psicomáquina da mecânica Racional.

Mas, uma vez desenvolvido (por meio do Conhecimento da Imunização Racional) este Ser que (por natureza) todos temos, que é o raciocínio; fica então, desenvolvida essa capacidade potencial de entrarmos em contato com o Mundo Racional. E então, passar a ser orientado pelos Habitantes do Mundo Racional, nossos irmãos de origem.

 

Onde se encontra a solução real da vida de todos e de tudo?

 

(08º Hist/ com base na 64ª questão respondida/pg. 39)

 

Está no Conhecimento Racional a razão certa de tudo, a razão consciente, Racional. É onde se encontra o rumo certo da origem da humanidade. Racional. Racional, por ser a origem da vida; então, é o fator principal da vida. E por isso, toda a solução real da vida só pode ser encontrada no que é Racional.

Como já foi dito: na origem é onde está a força do Poder que constituiu a vida. E a origem da vida, que foi o principiar deste Plano da Existência, tendo sido, de fato, Racional; então, por a vida se de origem

 Racional, é que a força das soluções da vida está na origem da vida.

RAZÃO RACIONAL

 

                                               Razão Racional

 

Aprendemos nos Livros de Cultura Racional que  existem três campos de força:

. Este  nosso Campo elétrico e magnético; que por ser de um Mundo deformado e degenerado, desequilíbrio total da Natureza. A Galáxia Térrea.

. O outro Campo de força em escala ascendente, é o Astral Superior com os seus habitantes. Trata-se de uma Galáxia de Energia Racional Mediadora.

 

. E o Campo de máxima ascendência, referente à Meta Final, a  Galáxia Suprema que é o Mundo Racional, o Mundo dos puros, limpos e perfeitos. E que através de uns tantos de seus habitantes, se constituiu na origem dessa deformação Racional, por não haver efeito sem causa.

 

Se existe este Mundo que nós habitamos, é porque existe  o outro que deu consequência a este. Parte que uns tantos entraram que não estava pronta para entrar em progresso, fazendo uso da vontade, por a vontade ser livre. Esta parte começou a descer. Começaram a perder as virtudes. Virtudes são vidas que se transformaram em outro corpo de vida; que deu origem a um foco de luz. Conforme eles iam perdendo as virtudes, elas iam se reunindo, e esse foco de luz cada vez maior, começou a esquentar; esquentando a planície, começou a sair da planície uma resina (origem da terra) e a planície (origem da água), até que veio a extinção desses corpos; uns tantos em cima da resina que já tinha virado cinza e outros tantos em cima da planície, razão dos dois sexos. e os que se extinguiram em cima da planície, o sexo masculino.  Isso,  na extinção do corpo deles; se transformaram em outro corpo de vida que é o de animal de origem racional.

 

Os primitivos corpos eram monstrinhos e depois monstrengos, depois monstros, depois monstrões, depois monstrondontes. Porque foram evoluindo e se aperfeiçoando como ia progredindo a deformação. Nessa altura, guinchavam, urravam e acenavam. Entendiam-se por meio de acenos, urros e guinchos. Depois passaram para  a fase dos primitivos selvagens. e conforme a planície ia se deformando e a resina, foram perdendo as suas virtudes com o decorrer da deformação. Essas virudes foram se reunindo, a causa de outros seres como a lua, as estrelas e os planetas. Das virtudes da resina e da planície, formaram os outros seres celestiais conforme tudo ia se deformando, tomando forma da deformação com a profundidade, perdendo as virtudes. E essas virtudes se transformando em outros corpos  de vida. E assim foi a causa e a origem das estrelas e dos outros planetas existentes.

 

Prosseguindo, a fase dos primitivos selvagens, que não falavam; a segunda fase, a terceira fase, a quarta fase, a quinta fase, até que começaram a gungunar e a soltar a voz. Aí começaram  a perceber as coisas, a ter entendimento, porque eram bichos, não se entendiam. Até que findou essa fase e entraram na fase dos entendimentos, por evolução natural da natureza.

 

Até que chegou o início da civilização.  Do início muito longo, até chegar o princípio dos entendimentos e compreensão. Então, na Fase dos primitivos selvagens, usavam locas de pedras e malocas. Com o adiantamento, vieram as choças e as palhoças. O princípio da evolução do pensamento, que veio evoluindo cada vez mais, até hoje; para daí, terminar a fase do pensamento e passarmos para outra fase, que é a fase do raciocínio, a fase racional, a fase da volta de todos para o mundo racional.

 

        . A extinção do racional causou a transformação do princípio e origem dessa deformação de animal racional, a causa da origem nossa ser de racional. Extinção de uma classe, se transformando em outra classe. A classe de racionais em extinção, se transformando para a classe de animal dessa origem de racional. E de forma que antes de ser animal racional, era racional em extinção. Antes de ser Racional em extinção, era Racional puro, limpo e perfeito, no seu verdadeiro Mundo de orgimem, o Mundo Racional.

 

E a revelação minuciosa desse pequeno resumo, está em toda obra de cultura racional: “UNIVERSO EM DESENCANTO”.

Vibração Energética de Seres Orgânicos

 

Vamos agora ao encerramento da abordagem que temos feito aqui deste Tema, em seguimento à sua parte IV:

 

 

———————————————————————-

 

V – EFLÚVIOS VITAIS; FLUIDOS.

 

 

 

 

É minha gente! Para ver que a causa do raciocínio representa a pessoa e, representando a pessoa de “você”; então, lhe cabe fazer por onde, sob todos os pontos de vista, evitar que venha a acontecer a extinção do raciocínio que representa a sua pessoa fora do Mundo natural dele, o Mundo Racional. E para que isso seja conseguido, é preciso que “você” desenvolva o raciocínio, para ficar provido do Conhecimento da Imunização Racional.

 

Então, essa solução passa necessariamente pelo conhecimento da existência de uma outra Personalidade: a Personalidade Racional; ainda por ser protagonizada nesta Fase Racional da Natureza. Esta aí, só se adquire pelo Conhecimento de Cultura Racional que desenvolve na pessoa o Ser Racional de si mesma. Depois de assim desenvolvido o raciocínio, está ligado ao Mundo Racional e daí, tem o domínio justo e certo Racional que lhe faz prevalecer sobre as demais personalidades da deformação do seu Ser de origem Racional.

 

E, uma vez nascendo, em seu “eu”, a Personalidade Racional; a pessoa se torna então, um Aparelho Racional. E o juízo final aflora afinal, porque emerge o raciocínio, o representante real de nossa pessoa, como a Personalidade verdadeira do encontro com a Individualidade Perdida. Para ver que nada está perdido diante da restauração Racional do Universo.

 

Conclui o Racional Superior: O calor vem do sol…. O sol produz o calor, e o fluido produz o micróbio e o micróbio, a formação dos Seres. Então, quem não se Imunizar, o fluido continua aí deformado e a pessoa torna a nascer aí nesse Mundo para sofrer até morrer, nesse mundo de fantasias e ilusões…. e dentro do calor existe um infinidade de fluidos, que deu origem aos Seres, todos diferentes uns dos outros, e por isso cada um tem o seu fluido, que deu origem ao seu Ser. E a pessoa se imunizando, a Imunização apanha este fluidoque gerou os micróbios para a formação do seu corpo e leva para o lugar de origem, que é lá em cima na Planície Racional; daí a pessoa não nascerá mais aqui. ”

 

Conheça todo esse arcabouço da realidade da vida, em minúcia de detalhes, nesse Livro da absolvição da condenação à morte; nos Livros de Cultura Racional: “Universo em Desencanto”.

Vibração Energética de Seres Orgânicos

 

Vamos dar prosseguimento à abordagem que temos feito aqui deste Tema, em seguimento à sua parte III:

 

 

IV – EFLÚVIOS VITAIS; FLUIDOS.

 

E, mal conscientizados por um saber artificial, todos ficaram envoltos em uma trama altamente contrastante com a realidade positiva do que a vida é; do que as coisas são. E foi arquitetado um conteúdo tal de hipocrisia e de fantasias que, foi só para que todos pudessem se adaptar ao engodo ilusório de uma vida de aparências. Que passaram, por categoria vã, a forjar o que não é de si mesmos. Assim, de adaptação em adaptação vieram surgindo personalidades adaptadas à deformação.

 

De saída, há duas delas: uma personalidade é de foro íntimo, escondida em recônditos profundos da psique depauperada; e outra, para a satisfação das aparências ou para aparentes satisfações, por fora, visual. Ambas, o mais das vezes, em oposição flagrante entre si.

 

Daí advindo mais outra, a terceira, que é a imaginação, criando imagens sobre isto, aquilo outro. Três personalidades em uma só, que levavam o Ser Humano a duvidar de si mesmo e a desconfiar uns dos outros. E daí, o corpo do animal Racional foi ficando coalhado de personalidades; como mais esta outra: a 4ª Personalidade, extremada: de bicho Racional, de quem pensa como bicho renitente e imagina como tal; sem arredar pé.

                                              

Uma 5ª Personalidade é a personalidade elétrica e magnética, sedenta de planos em busca do acertar. E todo este jogo sendo forjado em um corpo só; então, o desequilíbrio íntimo e mental é brutal. Fazendo do corpo humano um balaio de desajuste. E tem ainda, uma 6ª Personalidade, uma parte dita “prejorgativa”,  por discrepâncias de interpretação entre suas diferentes personalidades;  o que faz com que o vento dos elementos da própria natureza oscilante, instável, da pessoa mexa com o pensamento e com seu íntimo também.

 

Como se não bastasse, há ainda uma 7ª personalidade manifesta, produzida pela atuação dos habitantes do espaço, o magnetismo invisível. Mas, quem disse que para por aí, pois as influências dos Planetas, influências astrológicas são outras ligações de que o Ser Humano não pode privar o seu destino e o seu caráter. Para ver o quanto que a matéria é uma desventura personificada.

 

E como é que tudo isso cessa?

Bem, a solução de um problema exige antes o seu equacionamento correto, até ficar bem clara a função de cada uma de suas variáveis. Conheça a causa que deu origem ao fator da formação deste seu corpo. Se existe vida, é porque existe a causa que deu origem à vida. “Você” foi reproduzido, não foi?

Tu” aí estás patenteado, sendo visto na realidade concreta.

 

Mas, para “você”, o teu “eu” ainda é a incógnita principal da solução da vida. Tendo sido reproduzido; então, tem que existir quem lhe reproduz sempre o mesmo abstrato, o mesmo “eu”, nunca vários; porque cada Ser tem o seu Fluido de vida eterna. O seu Fluido, esse fluido do corpo de Energia Racional é que é a espiral criadora da população micro vivente Racional existente no sêmen. Reproduzido nesse óvulo líquido, sempre é produzido novamente pelo mesmo corpo de origem e apresentando-se com vida de um Ser aparentemente novo; mas que tornou a ser feito, o mesmo ponto vital da vida, que é o raciocínio, sendo repetido de um novo começo; que teve renovada a forma de ser; mas, sendo sempre o produto de um mesmo substrato essencial, que lhe reproduz sempre um mesmo Ser Racional. Na Fase de animal Racional a natureza humana tinha essa garantia assegurada pela Natureza matriz, mãe e mestra da lapidação de todos. Agora não;  agora o conceito evolutivo da Natureza é outro, o comportamento dela exige que a natureza humana evolua através do desenvolvimento do raciocínio; senão, seremos levados à extinção. De sorte que, sempre que aqui nos referimos a “você”; não estávamos falando diretamente contigo, mas, as observações que fizemos, têm muito a ver conosco. Conheça todo esse arcabouço da realidade da vida, em minúcia de detalhes, nesse Livro da absolvição da condenação à morte; nos Livros de Cultura Racional: “Universo em Desencanto”.