VOCÊ: EU e TU = A UNIDADE DA RAZÃO

 

 

      

Oh TU, QUE VIVES NA IMENSIDÃO DO ESPAÇO

NA ESCURIDÃO DA VIDA.

QUE ANDAS, MAS NÃO SABES POR ONDE CAMINHAS.

QUE OLHAS, MAS NÃO SABES DEFINIR O QUE VÊS.

Oh TU, QUE A ILUSÃO É TANTA

INCAPAZ DE DEFINIR

O Teu  EU

ÉS UM VAGO BICHO SEM DESTINO

QUE NASCETE EM CIMA DESTA TERRA

SEM SABER POR QUE, NEM PARA QUE.

VAIS SABER, LENDO O LIVRO

UNIVERSO EM DESENCANTO.

 

 

           você: eu e tu.

    A Unidade da Razão

_______________________

 

 

Em você, a sua parte mais poderosa, sou eu e não, tu.

tu és meu corpo de vida externa. O meu corpo verdadeiro não és tu;

e sim, o meu Corpo de Energia Racional que está vibrando nesta deformação,

ligado a mim. E eu sou esta Energia que você tem dentro da tua cabeça na sede

desta tua Alma Racional, que sou eu, o raciocínio.

 

Sim, bem que eu reconheço: explicações assim como esta, já foram demasiado complicadas

para você entender. Agora, são até corriqueiras. Hoje, eu e tu, ou seja: você,

mais que entende. Você, Vidente Racional, vence vendo o que sabe, por saber definir tudo,

dos movimentos que vê (dessas três mecânicas) e, muito bem, de princípio a fim.

 

Hoje, aquela vida indecisa que eras tu, com aquele turbilhão de pensamentos inconscientes,

daquela porção de ‘EU´s não teus; hoje, tão diferente; hoje, tens um motivo real de viver;

porque, eu ligado onde estou, te dou uma base para Você se basear. Não é bem melhor assim?

 

 

É claro que sim. Era uma vida constituída de uma forma que não valia a pena viver:

Encantado, magnetizado.

 

 E, todo magnetizado, o magnetismo faz de gato e sapato. Está sempre em experiência e

incerteza de tudo. Está vivendo em um Mundo; mas, cadê que saiba o porquê da existência

do Mundo onde vive. E também não sabe o porquê da existência de si mesmo

neste Mundo onde vive.

 

O magnetizado não sabe a verdadeira causa da vida; não sabe o porquê da vida.

Vive desconhecido da causa que originou esta vida transformada do seu verdadeiro Ser

e de uma forma desconhecida da própria vida. E, a gente, sempre somente vivia assim.

Não só a gente, toda gente!

 

Então, agora sim: imensamente grato, eu me despeço de você e, tu, pleno de felicidade,

te despedes de mim. Missão cumprida neste 2º Mundo. eu, o Habitante do Mundo Racional,

me desmaterializando de você, afinal. E Você, se encontrando consigo mesmo.

 

E eu que, com o meu extinto corpo de Energia Racional dei causa a esta tua existência

por modo de fórmula; e tu que, com as tuas propriedades de Planície de massa

cósmica deformada em transformações, tu deste-me causa por modo de forma.

A forma passa, deixa de ser da forma que era, se transforma.

A fórmula é de Racional puro, limpo e perfeito, sem defeitos.

 

No passado, ficávamos eu e tu, compondo esta biodualidade que é este nosso você,

nós dois em um só conjunto: Animal Racional. E, assim, configurado: eu, a tua Essência;

tu, o meu acidente. e substanciado pela deformação, de provisória duração, como

um aparente tudo Ser, você ficou  organizado.

 

Mas agora, alcançamos a Racionalização e o Desencanto: cada qual no seu canto.

eu, no meu e, tu, no teu. Você deformado não vai mais ser.  

 

eu vim de cima, sou de cima, subo de volto pra de onde vim. tu vieste do chão,

és daqui deste chão, siga no desdobramento das transformações a caminho do findar

do teu Mundo. Que, na matéria, é tudo assim: tudo que tem princípio nela, tem fim.

 

Precisava, primeiramente, que houvesse a união Racional desses nossos dois Mundos

em um só. Que, este Mundo nunca era mesmo, um Mundo só, pois eram dois Mundos em

um só Mundo materializado.

 

É que, os componentes deste Mundo, mantinham-se envoltos numa paradoxal agregação

dissociada pela inconsciência de não saberem o porquê da vida.

E ficou cada qual de vocês, na mesma situação. De um lado, o manancial de Habitantes

do Mundo Racional, nesse estado de Energia deformada como eu.

E de outra parte, o manancial de matéria deformada como tu.

 

Para que houvesse a União dos dois Mundos materializados em um só, veio aqui um Ser

da mesma causa, com o Dom Divino Racional e, pronunciou-se com autoridade, definindo

com base e com lógica isto que somos e o porquê que assim ficamos.

 

E então, você lendo e relendo num crescimento de amadurecimento cultural equilibrado;

um legado de Razão Suprema dessa Literatura Divina, providencial.

E eu, me iluminando vim, desenvolvendo-me assim, na condição de teu juízo final.

E agora… ah, finalmente atingimos, tu e eu, o marco de superação Racional desta

aborrecida maior idade após 21 eternidades em deformação.

 

Então, chegamos à indissolúvel unidade da Razão, já que ficamos unidos por um só padrão

de consciência Racional. Então agora, já pode se dar a separação do que é de cada Mundo,

que é isto que se chama Universo em Desencanto: O dia, o tempo e a época de cada um no

seu lugar, cada qual no seu canto.

 

eu sigo para o meu canto. tu sigas aqui vivendo tuas transformações.

É a divisão desses dois Mundos. Mas, “pra ir pro céu”, ninguém morre não.

Não é depois de morto e sim, em vida. Senão, não acontece esta subida até o Plano da

Existência Racional. Tens antes, que desenvolver a desmaterialização dessa Energia

que você trás materializada dentro da cabeça.

 

Prossegues te transformando aqui, onde tu foste originado, até o findar deste Conjunto

Chão em permanente transformação. E no findares aqui a tua duração, acaba também a

tua missão. Vais te transformar na Planície Racional que desceu pra cá, lá de cima.

E então, eu já terei subido de volta pra cima, que é, lá em cima, o meu eterno lugar.

 

Volto pro meu Mundo de origem, o Mundo Racional. E você também, assim que,

em eras vindouras, recuperares o teu verdadeiro estado de ser natural.

 

 

Hoje, quem ainda não se conhece, vai fazer o que você fez, vai recorrer

ao saber do Desencanto que é pra botar um ponto final nessa enorme

asneira feita por mim: que é o sofrimento e o pranto.

Vai ler e reler com constância diária os Livros de Cultura Racional:

Universo em Desencanto”.

 

SAÚDE E PAZ PARA TODOS!

 

Anúncios

CULTURA

                            
                                           

                             CULTURA

                                        

Em 26 de janeiro, a cada ano, é  comemorado o Dia da Cultura Brasileira.

 

Nós que estudamos a Obra de Cultura Racional, atribuímos ao Conhecimento de tudo que existe, o

significado maior, do mais essencial de Cultura. Mas, não que as demais perspectivas de como se vê Cultura,

sejam equivocadas. O que, de fato, acontece é que os leitores dos Livros: “Universo em Desencanto”,

livros denominados “Cultura Racional”, estão buscando se alinhar ao natural da vida, pelos ditames da atual

Fase natural da Natureza: a Fase Racional. Para a união de toda a humanidade!

 

À medida que estudamos o conteúdo desse prato literário, cresce-nos o sentimento de que os povos de

todas as nações deste Mundo carecem de um alinhamento em torno desse Conhecimento Básico de

Cosmogonia; e, que nos é particularmente muito importante; se já não bastasse ter nascido no Brasil. 

Contudo, o seu âmbito de inclusão tem abrangência Universal; porquanto visa  somente o bem verdadeiro,

pela aquisição do equilíbrio de todos e de tudo quanto existe. Tem por objetivo a ligação do Ser humano

ao seu verdadeiro Mundo de Origem: O Mundo Racional. Que foi de onde derivou a verdadeira origem

da Humanidade.

 

Utopia? Desmedida pretensão?  Loucura? Nada disso. É Conhecimento de cunho construtivo; já

disponibilizado para a Humanidade. Vindo de fora este Conhecimento, transcendentalmente; para ser

incorporado ao acervo do saber humano. Resta-nos nos ocuparmos, tão intensivamente quanto possível,

de nos assenhorearmos de seus conteúdos e ensinamentos. Pois, é para nós que foi elaborado; foi feito

para que passemos a nos conhecer. Foi feito para a libertação dos “Encantados”.

 

Neste  último 26 de janeiro, tivemos oportunidade de  ver pela grande mídia, uma série de manifestações

culturais de nosso povo. E também de observar as solenidades e manifestações  comemorativas do dia

da Cultura Brasileira. Tudo muito lindo de se ver e sentir. Dos pronunciamentos de autoridades na esfera

política, ecoou pelo Senado Federal algumas observações, em tom crítico e de alerta, para o fato de que

esta civilização do progresso material caminha para desastres que já se vislumbra, possam ser de proporções

ainda maiores que aqueles ultimamente testemunhados no Mundo.

 

Foi enfatizado que um povo sem cultura é um povo sem alma e que a própria depredação ambiental é o

testemunho claro do vazio existencial que decorre de se eleger a produção material como determinante

central do progresso.

 

O Senador Cristovam Buarque, por exemplo, a certa altura de seu pronunciamento, exortou a todos a

que façam pela Cultura o que já é feito em outros assuntos; precisamos fazer uma vigília pela Cultura.

 

De fato, na área do Conhecimento; da consciência de si mesmo bem como de todas as categorias e classes

 

dessa totalidade de Seres em permanente transformação, as pessoas que lêem a Obra de Cultura Racional

e penetram por seus preciosos conteúdos, sentem que o momento é de vigília mesmo. São os tempos de

bradar a todos, enquanto é tempo,

para que adquiram um Conhecimento da realidade, conforme a realidade nos pede que seja conhecida.

Senão, ante nossa incompreensão, ainda mais dura se fará essa mesma realidade; repleta de golpes cruéis

para esta civilização que se demora a compreender que a Natureza mudou definitivamente o seu

comportamento.

 

É para isso que precisamos acordar, é para o entendimento de que existem duas Fases, simultaneamente,

sendo vividas neste Mundo, hoje:

 

            ð a Fase de liquidação dos feitos da Fase de animal Racional, que terminou;

ð e, a Fase de recuperação Racional dos feitos da Fase de Animal Racional em liquidação.

 

Daí aprendemos que a Natureza está agindo. Ela é que rege  a todos os seus pertences, de todas as

categorias, classes, espécies e valores. A Natureza é um ferramental de transformações e mudanças.

E nós: ferramentas dela. E ocorreu a mudança da Fase da civilização do 2º Milênio para a Fase da civilização

Racional,  a civilização do 3º Milênio. E por estar vivendo artificialmente, esta civilização não teve condições

de sentir que hoje, quem está governando a Natureza é a Energia Racional.

E se tornou muito pronunciado o divórcio entre época e Conhecimento.

 

Antes de 1935, quem comandava a Natureza era a Energia elétrica e magnética, para que houvesse o

desenvolvimento do pensamento e da imaginação, como de fato houve, a fim de que ficássemos bem

lapidados mediante uma preparação material e cósmica que favorecesse a assimilação da nova Fase natural

da Natureza. Mas, a perda do senso Racional que é o senso da origem extraviou-nos do sentido da origem,

como conseqüência de termos dado vazão às vontades a nosso gosto, sem observância de limite.

Tomando sucessívos eixos de desvio, foi assim que nos enraizamos fora de nosso natural verdadeiro, por

determinação própria.

 

Agora, é retomar o senso de nosso estado de vida, para nos desfazermos dessa Cultura da matéria que foge

à razão do feito e super avalia o feito. Foge ao natural, foge ao Racional verdadeiro. O que é natural, de

verdade é. O artificial nada é; mas, parece tudo ser. E a Cultura da matéria é uma cultura focada nas aparências,

nos artefats artificiais. Camufla a realidade da vida. E só através de uma Cultura Racional, é que podemos

repor o foco das atenções no natural da Natureza e reorganizar o viver e consertar o Mundo e a vida.

Mas aí, sob orientação do nosso verdadeiro Mundo de origem, de onde saímos para dar conseqüência à

existência deste outro derivado daquele. Relacionando assim, causa e efeito, com base e com lógica. 

Vamos continuar a nossa vigília pela Cultura, dando a nossa contribuição em divulgar a todos a existência

do Conhecimento que brota dessa Cultura construtiva, conteúdo dos Livros: Universo em Desencanto, de

Cultura Racional. Façamos isso.

SAÚDE E PAZ PARA TODOS!

 

  

A Racionalização, só o Mundo Racional podia fazê-la.

 
 
                   

                       I Alguém chamando ao Outro: “Hei! Você aí!”.

                         O Outro respondendo ao chamado desse Alguém:

                                                                 “Quem?… Eu?”.

                   Alguém respondendo ao Outro: “Não! Não ‘Eu’;… Você!”.

                 ———————————————————————-

                II Mestre Luzídio bradou para a Multidão:

                                                                 “Somos todos diferentes!”.

                 A Multidão concordando gritava para o Mestre: “Sim!… somos!”.

                    Alguém, na multidão, contesta: “Eu não!”.

                ———————————————————————- 

         III   Se você não sabe para onde se dirige,  qualquer caminho

                                                                                                     o levará até lá".

                   ————————————————————–

                   

 

                                                      O SER

    A Racionalização só podia ser feita pelo Mundo Racional.

    Racionalização quer dizer: conhecer a razão de viver.

                                                             conhecer a razão da vida.

     Este é um assunto de grande relevância universal:

                                             A Racionalização dos Povos. Ou seja:

                          Todos conhecendo o Mundo de sua Raça e

           sabendo como voltar para o Mundo Racional. E isso,

           passa pela Racionalização de cada pessoa de Identidade

           e Individualidade Racional. Passa pela Imunização

           Racional de todos que estão nessa classe de Animal de

           origem Racional; depois de ligados ao Mundo Racional.

 

Examinando os conteúdos de Cultura Racional, podemos

depreender  o seguinte:

Para que o Ser saiba o que ele é, é preciso a definição exata

de o porquê do seu Ser. Mas, esta conclusão real  exata exige

(como referencial) não, as aparências. E sim, a realidade do que é.

O foco tem que ser deslocado daquilo que aparenta ser, para que

seja focado o que é o Ser em realidade.

            

Mas não em sua realidade aparente; provisória, efêmera,

passageira. E sim, mediante o descortino de sua realidade real.

 

 

Para isso, é preciso examinar com todo rigor a razão de ser

qual é. E uma vez conhecida a razão de ser, tem que ser

respondido a respeito dessa razão de ser – de que principio de

ser ela provém, de qual princípio ela é subseqüente.

 

E assim nos reportamos à verdadeira origem: nossa e

deste Mundo. A originalidade de Ser 

O Ser em sua originalidade, sendo tomado como uma Base

pra gente se basear.  E daí derivando para o princípio de ser

isto que é. E uma vez sabendo qual foi o principio de ser,

chega-se às razões do Ser.

 

E então, nos deparamos com o exercício da livre e espontânea

vontade; o chamado livre arbítrio. Uma Razão Superior,

insuperável.

 

E vindo para aquém do principio de ser, de lá pra cá; até ser

encontrado o que deu motivo a que ocorresse o que ocorreu:

um transbordamento para fora dos limites da linha Racional.

E a essas alturas, estaremos tomando posse do Conhecimento

Ser. Que nos é dado a Conhecer pelo Verdadeiro Criador.

A Personalidade verdadeira de O Supremo Ser:

O Raciocínio Supremo

 

Esse é o ponto fundamental, básico e lógico:

A verdade pode emanar somente de uma Fonte Suprema só:

da verdadeira origem. O Ser verdadeiro real é o Ser Racional.

E, é por isso que se diz: “Não existem duas verdades.

A verdade é uma só: é Racional”. O raciocínio existe;

então qual a razão certa de sua existência?

É Racional, a razão certa do raciocínio.

 

A solução da verdadeira vida, todos vamos encontrar depois

do raciocínio desenvolvido; visto que o raciocínio foi

o iniciador desta vida, que é a vida existente neste Mundo

transformado do que era; diferente do que era.

 

Vamos encontrar? Vamos sim, mas só depois do

desenvolvimento dos comprovantes Racionais, depois que

as provas e as comprovações nascerem em nós mesmos:

o desenvolvimento do raciocínio (= a Base de cada

qual nascida em si mesmo) e o desenvolvimento da

vidência Racional (= a lógica de cada qual nascida

em si mesmo).

 

A verdadeira forma de ser é de Racional puro, limpo e perfeito.

O Ser verdadeiro. O causador de ser isso que é (Racional

com forma de Animal) é que é o Dono da vida e deste 2º Mundo.

O raciocínio é o Dono da Vida Eterna. Foi raciocinando que

saímos da vida eterna para esta vida externa, onde

nos tornamos pensadores. E só raciocinando voltaremos

a de onde somos; depois de desligados das Energias

que nos comandam através do Pensamento e da Imaginação.

 

O que nos ensina a Cultura Racional é que, o sentido da vida

está na causa da vida. Conhecendo a lógica da vida, ganha-se

o sentido de viver. A vida vivendo sem saber a verdadeira causa

vida, a vida não sabe o porquê está vivendo. E não conhecendo:

nem a causa, e nem a lógica verdadeira que está na causa e na

origem; então, a vida perdeu o sentido de viver. Vive por ter vida

e não justifica a existência da vida.

 

A solução da vida está no que a vida é. A vida é Racional.

 

A vida é cada vivente, com aparência de senhor da vida.

E que compôs esta vida assim, transformada do seu verdadeiro

Ser. Você tem uma Energia que deu origem a esta vida.

Foi essa Energia que deu a causa e a formação deste corpo.

Ela foi que sempre acompanhou a  evolução de

transformações nesta deformação, representando a mesma

pessoa aqui a nascer na Fase de Animal Racional. 

 

Mas, a Fase de animal Racional terminou e precisou que viesse

de fora deste Mundo o Conhecimento de nossa redenção eterna.

E, por tudo isso, para que o Encantado sentisse a positividade

das coisas, é que foi preciso que existissem esses 21 volumes

básicos de Escrituração Racional para desencantar o Encantado

pela leitura e este se tornar um Ser realizado Racionalmente.

 

Agora, resta-nos Ler para saber toda a nossa trajetória até este

ponto final da vida da matéria em que nos encontramos.

E esta decisão é de nossa alçada; é pessoal e intransferível.

A hora é esta da gente passar a conhecer a Imunização Racional.

 

Saúde e Paz para todos!

O Conhecimento Racional do Ser, agora disponível

                                   
 
 
     O Conhecimento Racional do Ser, agora disponível.

A vida existe, porque existe a causa que deu origem à vida.

Mas, o porquê da vida jazia desconhecido de todos.

A vida é boa, aparentemente; mas é preciso notar que

aparências não são verdades. Assim é a vida neste estado de

 deformação em transformações que teve origem Racional.

 

Então aí, deixou de ser boa; porque aparências não são verdades.

O Racional animal se considera "Animal Racional", por ele se

referenciar pelo que parece que é; ao invés de fazê-lo pelo que é.

Daí,  precisava ser ensinado como podemos fazer ressurgir o

nosso verdadeiro Ser. A Ressurreição Racional da Humanidade.

Que é a Verdadeira Ressurreição, depois que se conhecer.

 

Mas, a referência adotada pelo Racional deformado como

Animal Encantado tem sido esta sua forma de ser animal; é

o Ser materialE há muito assim tem sido.

 

Mas, se assim tem sido, é pelo fato de o Animal estar em estado

de coma consciencial Racional. Os mecanismos do consciencial

de lá da origem estão inativos, latentes, inertes já, há muito,

muito; e,… muito tempo. E é o tempo e a época de ativá-los.

 

Então, quando um Ser da origem Racional do Animal Racional

veio até ao Racional com forma de animal para lhe dizer

(em um prato literário especificamente Racional) qual o porquê

de seu Ser estar assim acidentado, como Animal; ah! As reações

adversas e as refutações foram a tônica dos primeiros

acontecimentos. As refutações aos anúncios da Imunização.

 

Com o decorrer dos acontecimentos pelo Mundo, a humanidade

vem conjecturando e apurando e reconhecendo a solidez das

verdades que emanam do Conhecimento de Cultura Racional.

E, justificando o modelo adotado por esse Ser da origem Racional

da gente, para nos salvar; então, aduz o Racional Superior:

“É preciso uma infinidade de repetições para que o Animal

chegue à conclusão do Ser verdadeiro real: o Ser Racional”.

E então, o certo ilusório a que o Animal tem como se o certo

verdadeiro fosse, será posto no seu devido lugar de matéria

e valorizado como nada sendo.

 

Então, hoje, aqui está neste Segundo Mundo o Conhecimento

do Primeiro Mundo, o Mundo Racional. Que é para a volta de

todos às suas origens. O Habitante do Mundo Racional para

o Mundo Racional. E, a matéria que, é da Planície Racional fica

na Planície Racional.

 

É que o sentido do que é Cultura Racional e o sentido do que é

 o Mundo Racional, o compreender para sentir melhor, para

saber melhor, para entender melhor e saber transmitir o sentido

da Energia Racional; e isso exige persistência na leitura do

desenvolvimento Racional do raciocínio. Só aí então, é que é

desenvolvida a origem que deu causa a esse corpo de matéria;

porque, na humanidade, nós somos todos de origem Racional.

 

Recomenda-se a todos que se predisponham em

benefício de si mesmo e, de toda a humanidade,

a que busquem interpretar a verdade Racional

nos Livros: Universo em Desencanto, para saber

diferenciá-la da verdade aparente que, é a verdade

do animal Racional, de mente encantada. 

 

Saúde e Paz para Todos! 

Perdemos o direito de viver pensando

 
           
 
 
           

 

                            Perdemos o direito de viver pensando

 

Sejam bem vindos a esse espaço onde nos ocupamos em divulgar pra vocês o Conhecimento de Cultura Racional.

 

Outro ano começando. Ano novo carregado pela multiplicação de velhos e novos problemas.

 

Continua sendo feito, por muitos, o equivocado julgamento de que a destruição do seu próprio Ser, é o verdadeiro natural de si mesmo, é o estado certo e real da vida:

"Ah! A vida é esta mesma." E na mesma hora se dando a contradição para consigo mesmo; pelo inconformismo de que seja assim: uma vida de sofrimento e morte e tormentos.

 

De fato, este não é o certo real estado, como agora ficamos sabendo na Escrituração Racional. E é por isso, que tudo neste Mundo piorando está pelo Mundo inteiro. O progresso da poluição e o progresso da degeneração.

 

Em nossas divulgações sociais, ouvimos as pessoas replicarem: “Ah, não gosto de falar sobre isso.” Respeitamos essa posição das pessoas; mas, temos que lamentar; pois não é hora de se viver de gosto.

 

Hoje, aí estão infinidades de provas e comprovações de que esta não pode ser a verdadeira vida. E de que não estamos sendo consultados sobre isso; e sim, de que estamos sendo instados a tomar e logo, um novo rumo!

 

Agora então, que a Natureza enveredou por um novo conceito evolutivo natural, esse viver artificial, artefatos artificiais produzindo desastres e destruição de vidas! Então, agora os desacertos vão se acumulando a um ponto estarrecedor pelo Mundo todo; só nos resta insistir que falta capacitação sobre como organizar a vida, falta adquirir este Conhecimento da Escrituração Racional.

 

A Natureza mudou de Fase. E não pudemos sentir essa mudança, porque a gente estava vivendo artificialmente. Nem bem três quartos de século decorridos dessa mudança e a vida civilizada já se tornou um inferno em vida.

 

Infinidade de males liquidando a humanidade: males naturais, males artificiais e males espirituais. Males sempre existiram nesta vida de matéria.

 

A matéria, ela mesma é um mal que, por si mesmo, se destrói. Sim, mas nessas proporções e com esta freqüência, só por ocasião de mudanças de Fase naturais da Natureza em outras eras, longínquas. Acontece que agora a densidade demográfica é vultosa; e por isso, os efeitos todos estão vendo.  Gente ocupando áreas inviáveis pra viver.

 

Agora então, a Natureza revoltada com tamanha Artificialidade nesta vida, ela reage maltratando seus filhos de forma impiedosa. Ela não está pra brincadeira.

 

É como estamos vendo pelo Mundo todo, ceifando vidas preciosas e escancarando a realidade para que se torne público e notório que estamos atravessando uma paradoxal era de salve-se quem puder e se puder: terremoto, tornado, maremoto, tufão, furacão, frio de matar, calor de matar, seca de matar, avalanches de lama e de gelo, enchentes, moléstias esquisitas curáveis e incuráveis; enfim.

 

Paradoxal, por quê? Pelo fato de haver tanta sabedoria no Mundo e tanto avanço da civilização e, no entanto, quanto mais civilização e mais flagrante é o estado de falência física, moral e financeira. Mais violência, corrupção, monstruosidades e desumanidade. A humanidade vivendo como bichos: uns contra os outros e mal satisfeitos destruindo uns aos outros!

 

Agora, com o advento do Conhecimento de Cultura Racional, sabemos a causa de tudo isto: a Natureza mudou de Fase. A fase do pensamento, por ter terminado, a humanidade perdeu o direito de viver nessa classe de livres pensadores, vagos sofredores e mortais. A Fase já foi liquidada pela Natureza que mudou de comportamento e a humanidade não sentiu. E os feitos da Fase em liquidação.

 

O Conhecimento dessa mudança já foi feito, comunicando a todos o que é preciso ser feito para sanar os efeitos danosos da transição de uma Fase para outra. A divulgação desse Conhecimento por meios sociais de comunicação de  massa vem se dando intensamente. Até os Seres do Mundo Racional têm feito suas aparições de quando em quando, sob a forma de Óvnis,  como luzes luminosas entre outras formas, para chamar atenção da humanidade.

 

Mas, a humanidade, não busca se informar a respeito fora das áreas eleitas para suas pesquisas e experiências artificiais que, acabam se tornando superficiais, por não irem à causa-raiz dessas questões. Por julgar que no conhecimento filosófico e científico exista auto-suficiência bastante para solucionar problemas de tal ordem natural.

 

O resultado é nefasto; pois, a Natureza não aplaca os seus maus tratos a esta humanidade despercebida da realidade da vida. Despercebida da realidade da Vida dona de todas as vidas feitas por ela. Despercebida de que, se a Natureza é de transformações e mudanças; quando ela muda para um outro estágio evolutivo natural, todos nós temos que acompanhar essa mudança.

 

A Fase do Pensamento foi uma Fase de preparação material e cósmica, para que fossemos bem lapidados até que ficássemos prontos para adentrar pela faixa da origem. Esse ciclo, se findou.

 

E agora, que a Fase do Pensamento terminou, entrou a Fase do raciocínio. Então todos nós temos que fazer o quê? Antes de tudo, desenvolver o raciocínio; e então, acumulados de provas e de comprovações conscientes e positivas em nós mesmos, passarmos somente a raciocinar; o fim do pensar e do errar.

 

Os testemunhos verídicos desta nova realidade da vida têm que se dar em nós mesmos. A origem da vida que somos tem que ser desenvolvida na própria vida, bem no istmo do mesencéfalo, que é a máquina do raciocínio. E depois, nascendo a Vidência de Energia Racional, a Vidência Racional em nós mesmos.

 

Para que isso aconteça no Ser Humano nos dias vindouros, esse desenvolvimento tem que começar agora, já, adquirindo o Conhecimento de Cultura Racional para por em curso esse desenvolvimento pessoal Racional em cada qual, que se chama: IMUNIZAÇÃO RACIONAL. A ligação da Humanidade ao Mundo Racional feito pela Energia Racional existente na Cultura Racional. Lendo, relendo e estudando esses Livros.

 

Com o natural desenvolvimento da Racionalização da natureza humana a nossa vida individual e social chega ao tempo e à época de ficar solucionada definida e definitivamente, com base e com lógica.

 

A base é o testemunho real que a pessoa obtém em si mesma, pelo desenvolvimento do raciocínio. E a lógica é mais outro testemunho real alcançado pelo nascimento e desenvolvimento (em si mesmo) da Vidência Racional, para poder ver o Mundo Racional com os seus Habitantes: o lugar de onde somos e viemos e que, agora, para lá vamos voltar.

 

Olha que é em si mesmo! Isso não é mágica nem milagre algum. Trata-se de evolução natural da Natureza que mudou de Fase. Da Fase do Pensamento que terminou para a Fase substituta, a Fase do raciocínio que entrou em regência natural. E por ter terminado a Fase do Pensamento, nós perdemos o direito de viver pensando como animais.

 

E por isso, entramos por mais um ano novo; mas, repleto de velhos e muito mais graves problemas que, com o pensamento desenvolvido artificialmente, não conseguimos sequer entender; que fará solucionar.

 

Acorda minha gente! Já dormimos demais! Botemos de lado: o orgulho, a vã vaidade e a prosa. Vamos ler e logo, esses livros de Cultura Racional: “Universo em Desencanto”. Neles, a verdadeira origem da humanidade; a solução real da vida.

 

Saúde e Paz para todos!