Imagem

TRATANDO DE SE CONHECER

•O Mundo Racional é o Mundo que é a causa da Fonte causadora universal.

 

•A Fonte originária universal é a nascente da origem da causa desse óvulo seminal de onde principia a nossa existência a cada passagem como um Ente corpóreo da espécie humana, Ente este, classificado como animal Racional.

 Um Ser Humano só; entretanto, tendo duas origens: a origem do raciocínio é o Habitante do Mundo Racional materializado desta forma, em forma de máquina do raciocínio; e a origem dessa máquina de matéria foi a transformação da Planície Racional.

E a origem dessas duas Energias do chão – a origem da máquina da imaginação é da terra (do pó, ou cinza da resina extraída da Planície Racional) e a origem da máquina do pensamento é da água (da massa cósmica da Planície que amolecida pelo calor emanado de um foco de luz, virou goma; que depois veio se derretendo até que virou água. 

•A origem da causa é uma Planície que, quando lá no Mundo Racional existia, ela não estava pronta para entrar em progresso; porque, ainda estava em formação Racional. E por ela adentraram uns tantos Seres Racionais que, se deliberaram a progredir por conta própria.

 •Por não estar pronta se transformou o corpo dela, de um corpo só, de Energia Racional; que era um campo de vida puro, limpo e perfeito; para se tornar esses dois gêneros de corpo: masculino e feminino: o campo elétrico e magnético; água e terra. A origem da causa: a Planície Racional. 

•Sendo a água, a causa dos óvulos no formato de um ínfimo pingo d’água; o objeto de formação das vidas provisórias, efêmeras e passageiras.

 

•E ficou sendo este Mundo, o Mundo em que a água vive se transformando em Seres de matéria; de vida degenerada, deformada, enfraquecida e poluída.  Matéria é Energia transformada em matéria.

 

 Livro 17 º da Escrituração Racional

•Você está devendo, a si mesmo, saber mais sobre tudo isto, nos Livros de Cultura Racional: “Universo em Desencanto. Nele, você encontra ali disponibilizado o Fluido Transcendental – o Fluido Racional.

 

•Agora, o fazer por onde, é com você.

 

•Tenhamos, todos: saúde, paz e concórdia, pelo desenvolvimento do raciocínio.

Anúncios
Imagem

ESTE MUNDO JÁ EM SEU FIM

Parte introdutória:

•Este Mundo é uma Deformação. Deformado é aquilo que, não está certo; se estivesse certo, não estaria deformado. Daí, se tratar de um antimundo; de um Mundo que – por Natureza – é contra os seus habitantes, todos e tudo em transformações; nada consiste.

 

•Este antimundo, onde é gerado e feito o nosso corpo de matéria, ele é um Mundo transformado do seu verdadeiro Ser; transformado do seu Ser certo. Ele teve  princípio e vai ter que ter fim; porque, o se transformar é próprio da Natureza da matéria; que é para ser resgatado o seu Ser certo.

                                                                                                                            

•Chegou o fim da existência da matéria; porque,  uma vez estando no Mundo Racional a causa que, está sendo  retirada de dentro do calor; então, naturalmente vai se acabando a existência da vida da matéria; acaba-se este Mundo de Matéria; naturalmente.

 

•O que vai para o Mundo de origem, não é o feito assim como está feito; e sim, a mudança é feita pela causa desse feito em matéria; o que vai de mudança é justamente o corpo fluídico Racional; hoje, ainda deformado dentro dessa calorenta deformação Racional.

 

•O corpo Fluídico é formado por sete partículas. E existe uma infinidade dessas partículas e uma infinidade de sementes correspondendo à existência de uma infinidade de Seres; cada qual, um corpo Racional deformado. Corpo fluídico quer dizer: fluido do corpo de energia Racional deformado; dele efluente para que, enquanto afluente seminal dê origem aos corpos em matéria elétrica e magnética; bem como, a todos os corpos em matéria fluídica elétrica e magnética.

 

•A matéria, o feito, fica aqui; porque, veio do nada e se transforma em nada. Surgiu de um nada que, é um ínfimo óvulo de princípio seminal líquido. Tomou esta forma de um tudo aparente e, ficou parecendo ser o que não é. E, por não ser o que parece; é que, ao findar a vida aparente se transforma em nada; e assim, dentro desta Galáctica Deformação, revém para de onde proveio.

 

•Mas, a morte faz parte da vida deformada; morte não quer dizer vida encerrada; pois, tudo neste Mundo se transforma e toma outra diferente forma de ser. Formas estas sempre provisórias, efêmeras, passageiras. Ainda não há, nesses corpos, a hegemonia da vida.

 

•A vida é eterna. Ninguém morre; mas, todos perdem a noção do corpo que foi a forma de ser da vida anterior; pois – devido às transformações – esses corpos são formações que não consistem, que não sustentam a forma de ser que tomam; são formações passageiras, formadas por Energias básicas, de três diferentes mecânicas deformadas: da mecânica material, da mecânica celeste e da mecânica Racional deformada. Pois, todo o antes de ser de tudo quanto aqui existe sempre foi Energia e não matéria. Matéria é Energia transformada em matéria.

 

Parte 2ª:

•Esses Entes corpóreos que, nós somos, se tratam de espécimens da espécie humana sim; mas, somos corpos feitos pela junção de três energias componentes dessas três mecânicas da geração e formação da matéria. Energias essas, básicas: Energia elétrica e magnética (as duas Energias do Encanto) e Energia Racional aqui deformada neste Conjunto do irracional.

 

•Mas, existe ainda a Energia pura, limpa e perfeita – a Energia Racional, a Energia do Poder Supremo – esta, a Energia do desencanto; energia esta: Transcendental.

 

•Tudo que é deformado surgiu de uma degeneração; e, ao terminar a vida aparente, se transforma em nada. Agora, estamos nos últimos dias da vida da matéria. Findando-se assim, o Encanto; o fim das aparências realçarem todo o seu fulgor de falsa qualidade.

 

•Há dois Mundos – o deformado e o puro, limpo e perfeito Racional – ambos se tornando um só; e deixando de ser dois Mundos em um só que estava até aqui materializado. E, esta solução agora se dando, por estar havendo o Desencanto que, é a separação do joio do trigo, ou seja: a divisão do que é de cada Mundo. Cada qual no seu canto; por, ser Racional esta Fase natural da Natureza.

 

Parte 3ª:

•Estamos em plena Fase de Aparelho Humano Racional. A Fase mais culminante de todos os tempos, a mais brilhante para quem quiser dela, obter todo o seu fulgor. Você é de raça Racional; e o lugar de Racional é o Mundo Racional, o Mundo dos eternos.

 

•Aprendemos na Cultura Racional que, a pessoa para que seja isto ou aquilo, ela precisa aprender a ser. E, para aprender a ser, é preciso ter persistência em aprender; que, é para adquirir este ou aquele saber. E, depois que souber; aí então, pôr-se a desenvolver o que aprendeu. A razão é Racional; e, vence a razão.

 

E arremata o Racional: – “Tudo é assim.”.

 

•A pessoa lendo e relendo, a leitura persistente e constante do Livro Universo em Desencanto desenvolve Racionalmente a pessoa. E uma vez desenvolvida, desenvolve-se a vidência Racional.

 

•A vidência Racional pode ser desenvolvida em qualquer pessoa; porque, é natural de todo Aparelho Humano animal de raça Racional. Promovendo-se assim a pessoa, neste fazer por onde, a Aparelho Humano Racional. Já diuturnamente iluminado pela Luz Racional. Conquanto que ainda em estado deformado sim; mas, já de novo Racionais; porque, a esta altura, já teremos perdido a parte animal do corpo.

 

Parte 4ª:

•Para ver que, estes últimos tempos em que estamos, são os últimos dias da vida da matéria. Parecia que este nosso Mundo de mentiras seria sempre assim. Aparência só; pois, nele, tudo se transforma. Aqui nesta deformação que é um engodo de ilusões, é onde tem picos e serras e colinas e cordilheiras e abismos e cavernas e caveiras e locas e tocas e abismos e buracos e lama e aludes e poços fundos e profundos.

 

•Aqui é onde tem a luz do fogo para que seja visto o Mundo a poder de fogo mediante a luz do fogo elétrico e magnético.

 

•Mesmo estando aqui; mas, estando ligados à Luz Racional, vemos o real da realidade da vida e do Mundo, através da Luz da Divina Providência, a Luz Racional; a verdadeira Luz de todo Aparelho Humano Racional que, antes de ser Aparelho Racional era Aparelho Humano Animal Racional; porque, era Aparelho Humano porta voz deste Mundo das Fases em que este Mundo era só o elétrico e o magnético.

 

•E, esse, é ou não é, um fim lindíssimo? A gente conseguir o nosso Fluido de origem e, tê-lo ligado dentro de nossa Personalidade Fluídica que é o “Eu”, chegando assim ao equilíbrio de razão Suprema, para a composição melhor da vida?

 

•Cessando todos os males da vida e todos os males do corpo.

 

Parte 5ª:

•Imunizado quer dizer: “unido aos puros, limpos e perfeitos do Mundo Racional”. O ponto final da vida do Ser Racional deformado em matéria é este, é ressurgir para a vida eterna; deixando de ser uma vida transformada do seu verdadeiro Ser.

 

•O mesmo corpo fluídico que é a causa da formação dos Seres; ele é que é resgatado e levado de volta para o Mundo Racional onde teve origem; o que o resgata e o leva de mudança para o nosso verdadeiro Mundo de origem é a Energia Luminosa Imunizante Racional a Imunização Racional.

 

 •Cada qual de nós tem o próprio Fluido; o corpo fluídico elétrico e magnético que deu causa de estarmos substanciados como Seres Humanos pelos fluidos das sementes desses Sete Reinos: sol,  lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais – tudo isto: a Galáxia Fluídica Térrea. As sete partes de: o porquê que nós assim somos. Tudo isto, a caminho do seu findar ser assim.

 

Parte 6ª:

•Aprendemos pela leitura da Cultura Racional que, os corpos anteriores a estes, eram corpos dos Racionais que, durante o seu progresso em cima da Planície desmembrada do Éden Racional, eles vieram se deformando por progredirem numa parte do Éden que é uma Planície.

 

•Todos vieram perdendo virtudes e também a Planície veio perdendo suas virtudes. Virtudes são vidas. São Essências; são vidas Essenciais; tudo veio se misturando e interagindo, numa interação forte ou fraca; dando vida a este Mundo.

 

Parte 7ª:

•Dentre todos os Racionais em progresso em cima da parte desmembrada de lá da Planície que ficou no Mundo Racional, houve aqueles que, atingidos pelas virtudes perdidas por ela, foram levados à extinção já em sua primeira degeneração; mas, cada qual daqueles, não se deformando de todo, teve preservado o seu corpo de Energia; porém, totalmente esvaziado de suas virtudes.

 

      •Mais tarde, vieram a se tornar corpos do Mundo que nos é invisíveis, fluidicamente carregados pela energia elétrica e magnética. São os chamados espíritos habitantes do Astral Inferior. Aí está a Essência do magnético. Os carregados de mais carga magnética os maus; piores que os mais carregados de energia elétrica.

 

•A essência do magnético são as virtudes perdidas pelas transformações que a resina veio passando; e, essa Essência (a mais fraca dentre as Essências dos Três Poderes) ela veio se transformando em formação de outras vidas, que são os Habitantes do espaço. Mas, esta parte do Mundo Invisível, fica para outro post.

 

Parte 8ª:

•Dentre os Racionais implicados no mesmo progresso em cima da Planície em transladação, houve aqueles que, se extinguiram na parte da Planície que virou água; tendo surgido dali, o sexo masculino.

 

•E houve mais outros que se extinguiram em cima da Resina expelida pela Planície e que, foi a parte que veio ficando empolada e depois de queimada, ficou carbonizada, partes dela virando cinzas, esse pó todo acamado, da crosta, do sub solo e das profundezas que, é a terra. Os que se extinguiram em cima da terra; mais tarde, dali surgiu o sexo feminino.

 

•O carbonário que é a origem da matéria – a nossa origem – esse carbonizador – embora um Carbono magnético superior – ele é inferior ao Fluido; o qual nos é superior. Com sua formação carbonizada magnética, é um aspirador magnético e, por isto é que, está sempre em fogo; porque é uma formação de ação queimodontosa – o sol.

 

Parte 9ª:

•Nossa espécie humana é uma bicheira material que é conseqüência dos Fluidos. Nós somos dessa matéria orgânica, somos micróbios feitos pelos eflúvios efluentes de sete partículas existentes nos já citados Sete Reinos; partículas estas, de nosso extinto corpo de Energia Racional; de onde emanam os eflúvios afluentes do sêmen.

 

•Aqui neste campo em que, tudo é bicho, nesta bicheira, o Fluido deformado Racional é a causa da formação dos Seres; ou seja: o corpo fluídico é o porquê desse corpo microbiano que é o corpo do animal Racional que se trata mesmo, de uma bicheira ambulante. Os Fluidos dos corpos de Energia Racional que estão deformados como corpos fluídicos elétricos e magnéticos – cada Ser Humano tem o seu – é o que faz com que todos sejam diferentes, cada qual dos demais.

 

•No mais primitivo início, lá no princípio da formação do corpo humano, foi feita a origem disto que somos; e foi feita de uma Planta Racional microbiana que originava todos os corpos do chão; aquela é que foi a verdadeira origem.

 

•A massa cósmica da Planície Racional transladada do Mundo Racional para cá; virou água e, do próprio chão foi gerado o corpo humano primitivo que era bem diferente do atual. Eram assim, uma espécie de monstros, de monstrengos gerados do chão; muito antes que nos tornássemos esta espécie que, os seus espécimens, são aparelhos de reprodução de filhos-irmãos. Naquelas eras primordiais, os corpos de matéria eram uma fórmula de vegetais com forma de animal. Não eram reprodutores; nossos ancestrais nasciam do chão.

 

Parte 10ª:

•De forma que cada qual de nós, antes do advento da Cultura Racional, o que nós sabíamos é que somos Entes de matéria; mas não que conhecêssemos profundamente a origem da matéria. Sabíamos ser de origem da água, de um óvulo no formato de um pingo d’água choca que, se transforma em Seres.

 

•Mas, a água, para que ela se transformasse em Seres derivados desse óvulo seminal; ela tinha e tem que, ter o seu conteúdo.

 

•Conteúdo este que, são os vírus e micróbios de uma numerosa família e muito diversificada em sua qualidade; ascendentes e descendentes e colaterais e afins, de uma imensa população de microviventes seminais – hidromicróbios – criados e gerados pela própria água como fatores de produção dos Seres que, são produtos da água.

 

•E sob o domínio da inconsciência, por desconhecer a nossa verdadeira origem, a humanidade – demais envolvida na matéria – julgava e pensava que, a matéria fosse a nossa verdadeira origem.

 

•Para que tivesse a formação a energia degenerada, a matéria protagonizou essa formação como a coadjuvante para que fosse dado, nela, o efeito simbólico da deformação: o simbolismo. Pois, sem que existisse uma causa; teria sido impossível à matéria fazer o corpo.

 

Parte 11ª:

•Quem fez o corpo?  Foi o “Q. I.” da vida que, foi o que constituiu a vida. Construiu fluido microbianamente o Ser de matéria da vida, onde o “Q. I.” da vida representa a pessoa, materializada com vida própria neste Ser de matéria da vida. Materializada de que forma? Em forma de uma máquina psicológica. Sediada onde? No mesmo corpo humano que construiu. Mas, onde? No istmo do mesencéfalo. Precisamente aonde? Na glândula pineal – a glândula da vida – esta é a sede da Alma Racional. E que máquina psicológica é esta? A máquina do raciocínio.

 

•Nasceu a inteligência no corpo humano; mas não que, a matéria fosse inteligente. A matéria a parte negativa, ela é um Ser em transformação. É no corpo de Energia Racional, é onde está agora, prestes a se dar a retomada da causa; que, é o Ser de Energia; retornando assim, ao seu ponto de partida. Essa é que é a evolução do Bem desconhecido de todos.

 

•A permanência do corpo de Energia Racional dentro deste Galáctico Conjunto Elétrico e Magnético, era o que fazia com que emanasse das sete partículas dele, ondas de fecundação dos vírus – fluídicos no campo biomagnético; para a fabricação de corpos dotados da máquina do raciocínio. A pessoa morria e tornava sempre a nascer ligado a esse Galáctico Conjunto, por ser formada por essa Galáxia Térrea.

 

•O corpo de Energia Racional foi e, é a fábrica dos micróbios seminais para a formação do Ser Humano. A causa do corpo de matéria é o corpo de energia e, o corpo de energia é de vida eterna. A matéria é aqui da vida externa à vida eterna; portanto, cada qual no seu canto.

 

•Cada Fluido desses é um corpo com as suas partículas que, são em número de sete; e, essas partículas vão saindo de dentro desta Heptarquia; porque, acompanham os Fluidos. Cada Reino vai diminuindo naturalmente. O sol vai diminuindo naturalmente por ir perdendo as partículas de sua sustentação.

 

•As virtudes, as partículas, as sementes todas, são transportadas para o seu lugar de origem, por meio da Imunização Racional. Vindo as novas gerações e se acostumando, se adaptando à Natureza que encontraram. Vindo assim, o extermínio do que está fora do seu verdadeiro lugar.

 

•Uma vez este Fluido de cada qual de nós, sendo retirado pela Imunização Racional, ele carrega todos esse conjunto em um corpo só.

 

•Você está devendo, a si mesmo, saber mais sobre tudo isto, nos Livros de Cultura Racional: “Universo em Desencanto. Nele você encontra ali disponibilizado o Fluido Transcendental – o Fluido Racional.

 

•Agora, o fazer por onde, é com você.

 

•Tenhamos, todos: saúde, paz e concórdia, pelo desenvolvimento do raciocínio.

Imagem

A HUMANIDADE SABENDO O QUE NUNCA SOUBE

A HUMANIDADE SABENDO O QUE NUNCA SOUBE

1ª Parte: De onde saímos?

Do Primeiro Mundo; o Mundo de onde, todos, somos: o Mundo Racional que é a nossa verdadeira origem; no reinado do verdadeiro DEUS. ELE a si mesmo se denomina: O Racional Superior. Que é um Raciocínio superior a todos os raciocínios – o Raciocínio Supremo. E que é uma Energia superior a todas as energias – a Energia Suprema. Então, DEUS identificou-se.

E ao fazê-lo, deixou claro que ELE não podia se limitar a ser tão somente um ponto de vista de quem vive desconhecido de si mesmo e, de tudo o mais que existe.  A gente ousava dizer, sem sequer se conhecer: —“Deus é este; Deus é aquele.” Ora, se eu não me conheço, como posso saber quem é Deus?

2ª Parte: Somos o produto de dois Mundos? Sim, do Primeiro e do Segundo.

O Primeiro Mundo – o Mundo Racional – o Mundo dos puros, limpos e perfeitos, com o seu progresso de pureza.

E que, o Primeiro Mundo é a causa da existência deste Segundo Mundo; causalidade esta, básica. Posto que, antes do feito existe a causa; acarretando não haver efeito sem causa.

E olha, nele, o que o pensamento e a imaginação – produtos dele – legaram pra nós: esta grande decepção mundial, esta vida de bichos, de uns contra os outros e nos destruindo, uns aos outros. Todo esse movimento de ameaça à vida humana. E a humanidade alarmada e apavorada com os feitos do pensamento e da imaginação. As artes produzindo desastres, destruição.

3ª Parte: Quem, nos fez Racionais? Foi outro Racional – o Racional Superior – superior a nós. Não é estrangeiro, nem nacional. É Um só. ELE é Universal, é da verdadeira origem da Humanidade. A origem da Humanidade é Racional.

Estamos expondo interpretações dos ensinamentos contidos nos numerosos volumes do Livro de Cultura Racional: o Livro “Universo em Desencanto”.

4ª Parte: Este Mundo que habitamos – essa deformação de origem Racional – ela surgiu de onde? Foi do Mundo Racional, de um pedaço de sua Planície que não estava pronta para entrar em progresso. Foi ali naquela parte subdesenvolvida do Éden Racional, foi por onde entramos e começamos a progredir por conta própria. Resultado: aquela parte subdesenvolvida começou a descer e veio se distanciando e descendo sempre; até que, desligada de lá, este Mundo chegou a ficar como está.

Depois da extinção, houve então, a deformação. Passamos da extinção de Racional para se transformar e se deformar em animal de origem Racional. 

O pingo d’água que, é um óvulo seminal, foi originado da massa cósmica da Planície de vida própria que, amolecendo virou goma que, derretendo virou um líquido denso e, rarefazendo-se virou água. A água incubando na cinza da resina extraída da mesma Planície, ela veio se degenerando, até a extinção daquela degeneração.

Hoje, num óvulo seminal no formato de um pingo d’água, originado da Planície que, virou goma e depois água; nele, está uma máquina de um corpo de vida humana provisória. O princípio seminal líquido no formato de um pingo d’água, gerador da máquina de vida humana. 

Para ver que, lá em cima está o Mundo Racional e, aqui está a Deformação que teve origem Racional; porque, se existe este Segundo Mundo de origem Racional; é porque, existe a causa que, é o Mundo Racional; posto que, não existe efeito sem causa.

Todas essas revelações nos Livros de Cultura Racional.                          

5ª Parte: A solução completa da vida, como ela tem que ser? Tem que ser definida e definitiva; por ela ser Racional. E o raciocínio é que é o dono da vida de todos que são de raça Racional; todos esses e essas que, têm o raciocínio materializado na Glândula Pineal, o raciocínio desses e dessas precisa ser desenvolvido e desmaterializado pela Energia Imunizante Racional grafada nos Livros: «Universo em Desencanto» de Cultura Racional.

 O corpo de Energia Racional é ele, a causa do raciocínio.

A causa do raciocínio representa a pessoa; mas isto, enquanto não houver a extinção do raciocínio inerte na matéria corpórea de animal Racional.

A causa de a formação de, essa classe corpórea de animal Racional, a causa dela já vir formada com o raciocínio organicamente nela ligado; era porque, o corpo de Energia Racional continuava a acompanhar a evolução da matéria da classe de animal Racional. E isso, durante todo o 3º Ciclo de vida.

E, essa causa do raciocínio é o que sempre representa a pessoa em matéria, materializada e daí, adoecida. A matéria surge de uma doença em progresso de degeneração deformativa. A pessoa – no seu 3º ciclo da vida – estava sempre ligada a esse galáctico conjunto de vida fluídica.

E a vida fluídica ficou sendo esta Galáxia de Sete Repartições decorrentes do progresso que foi levado a efeito nela – por Seres Habitantes do Mundo Racional numa parte da Planície de massa Cósmica (ou Éden) Racional. Parte esta que, ainda estava em formação Racional subdesenvolvida. E, por isto, não estava pronta para entrar em progresso. Hoje, é uma Galáctica Heptarquia.

Nela, começando a progredir por conta própria, os Racionais que assim se precipitaram pelo abuso na expansão da vontade sem limites; dali foi que principiaram a vir para esta consumada derrota, de serem a sombra do que eram e, do que foram.

E olhem só como tudo ficou depois que a Planície de massa cósmica de uma energia que era pura, limpa e perfeita, depois que ela se transformou; e vejam como ficou tudo degenerado e deformado em todos esses Seres, em todos esses corpos de vida: mineral, vegetal e animal.

6ª Parte: O que foi que terminou, no terminar a Fase do Pensamento? Terminou o tempo de existência dos Seres que se punham como existentes dizendo:

-“Penso, logo existo”.  Afirmavam ter consciência da própria existência; mas, o principal negavam: a consciência de o porquê da existência.   -“Sou, uma existência pensante”. 

Ousavam dizê-lo, ainda que, nunca tivessem colhido – em si mesmos – o testemunho real que justificasse uma convicção básica e lógica a respeito de: o que todos são, e nem de onde vieram e, menos ainda, para onde vão.

Sob uma perspectiva cosmogônica, este já é o nosso 3º Ciclo de vida que estamos vivendo. Esta já é, portanto, a nossa 3ª Deformação em transformações. As transformações, uma preparação para nos lapidar.

O 1º Ciclo vivido foi o de corpos de Energia de vida eterna; Habitantes do nosso verdadeiro Mundo de origem – o Mundo Racional. O Mundo dos Seres Eternos; criaturas do verdadeiro DEUS e que, há uma infinidade deles, feitos de massa cósmica pura, limpa e perfeita na originalidade de cada vida.

Cada ciclo – após o 1º deles – pode ser dividido em eternidades.

Assim, o 2º Ciclo de vida, vivido por todos nós que hoje aqui estamos, foi o de Corpo Racional em transformações e a caminho da extinção do Corpo de Racional.

Quando aquele progresso chegava ao começo da sua 3ª eternidade, já estávamos todos no fim da extinção de nossos corpos em cima da mesma Planície já transformada, parte dela, em goma e outras partes, como resina deformada em cinzas. Findava-se ali, o 2º Ciclo da vida.

Os que ficaram extintos em cima da resina geraram outros corpos, os do gênero feminino. E os que se extinguiram em cima da parte gomosa, com o tempo, formaram outros corpos, os do gênero masculino. Naquela transformação, perdemos a forma verdadeira natural de ser; porque, Racional é um Ser só. Não tem dois gêneros de corpos: masculino e feminino.

Para ver que, antes que existissem dois gêneros de corpos, era um corpo só, era a Planície Racional. Vindo assim a transformação para outros corpos de vida e, neste outro Galáctico Mundo que, naquela altura era um novo 2º Mundo que, hoje é esta Galáxia Térrea.

Eternidade é o tempo tomado em consideração no seu modo infinito, aparentemente. Cada eternidade é um tempo de duração, aparentemente infinita, dos desdobramentos da vida que veio se deformando a partir do momento em que principiamos a progredir por conta própria e, dali por diante, a vida veio se sucedendo na sua Deformação em degeneração de diferentes corpos de vida.

E assim tem sido desde que, a Deformação em degeneração teve origem.  E se somarmos todos os tempos de duração – de todas essas sucessivas eternidades pelas quais passamos – e, sob uma perspectiva cosmogônica, estamos na 21ª eternidade. Trocando em miúdos, digamos que, estamos ali pela 20ª eternidade e meia da nossa vida em toda a sua evolução cosmogônica deformada e a caminho do seu fim.

Mas, inserida na evolução cosmogônica, está a evolução – digamos assim – antropológica que, foi iniciada na 4ª eternidade cosmogênica.  E que, é este 3º ciclo da vida com a sua infinidade de desdobramentos; este ciclo do Racional com forma de animal; a chamada espécie humana como, hoje, nós somos; derivada da fórmula dos Racionais puros, limpos e perfeitos do 1º ciclo; mas que, fomos levados à extinção daquele nosso corpo Racional; o dos dois ciclos de vida, anteriores à infinidade de corpos sofredores e mortais deste 3º ciclo.

7ª Parte: Aqui decaídos em matéria, nessa espécie dos corpos humanos viemos sempre nos transformando de um, para outro corpo de vida, sucessivamente: morrendo e nascendo; morrendo e nascendo, nesta classe que, a nossa formação corpórea é a de massa condensada pela água, deformada como animal Racional, livre pensador, sofredor e mortal.

Somente agora, estamos passando a nos conhecer Racionalmente, no decorrer desta 18ª eternidade da 3a vida – desta vida antropológica que estamos vivendo – e que é esta vida de sofredores e mortais, morrendo e nascendo nesta classe de animais Racionais; hoje, em extinção pelo progresso da degeneração.  

A transformação gradativa dos Seres vitais, através do tempo, foi o que, no fecundar, transmitiu ao nada, a causa imediata da germinação que deu formação a um campo de vida completamente diferente do primeiro. Que antes, a Planície Racional, era massa de Energia Racional; era um Ser só.

Três Energias fecundantes básicas se juntaram nesse estado pela Força desses Três Poderes e vieram dando composição aos Seres Orgânicos desses sete Reinos no decurso de 21 eternidades cosmogônicas. E, nelas circunscritas, estão 18 eternidades sob essa outra perspectiva da vida cosmogônica – a antropológica.

E o vácuo veio ficando habitado, em seu imenso espaço, por viventes que se regem por uma hierarquia igual à dos viventes aqui da Terra, por serem deformados em categorias diferentes.

É um espaço onde existe o carbonário, esse carvoeiro sol que, é um corpo queimodontoso vibrando em curto, assemelhado a fogo; mas é diferente, é um braseiro, um aspirador magnético, esse carbonizador: gerador, criador e destruidor. Ele com o seu primitivo foco de luz fez esta carvoaria que é a origem da matéria. Ele no vir esquentando a Resina da Planície que, vinha se afastando de sua Fonte Primogênita esistente lá em cima, no Mundo Racional; então,aquela Resina veio ficando empolada e depois, queimada; e, dali então, carbonizada. E depois de Carvão, virou Cinzas, dando origem à terra, ao Pó. 

No vácuo celestial existe também queimando igual a fogo, a lua que, é essa agente de efeitos magnéticos coadjuvantes, e as estrelas que por sua formação magnética também estão sempre em fogo, por serem formações magnéticas já carbonizadas; cada qual, um carbono magnético superior, oriundo da atividade solar primitiva sobre a massa cósmica da Planície Racional de vida própria que veio perdendo virtudes e formando, residualmente, esses corpos viventes do vácuo celeste.

8ª Parte: O que restou à Humanidade, a cada uma delas todas, foi ficar olhando lá para cima de dentro de sucessivas cavernas (ou caveiras) – nesse morre e nasce, morre e nasce – tendo que assumir esse estado de “vida vivente provisória” que, é produto da força magnética; e ficar achando que a vida fosse mesmo esta: nascer, sofrer e morrer sem saber qual o crime que foi cometido, para fazer jus a esta condenação ao sofrimento e à morte.

Pois, antes do advento da Cultura Racional na Terra, nunca nos foi dado a conhecer que: matéria é gerada, formada e feita pelo desenvolvimento do magnetismo. A Natureza, hoje, está desgostosa em saber-se uma fábrica de vidas mortais em lapidação.

E, então, veio sendo transmutada, lapidada e preparada pelo desenvolvimento do pensamento elétrico e magnético; até que chegasse – nesta Fase do raciocínio em desenvolvimento – para que, depois de desenvolvido pela Cultura Racional, fiquem reunidas, no raciocínio, todas as condições suficientes e necessárias para solucionar a vida. Pois, tudo se transforma de uma vida mais atrasada para uma vida mais adiantada e mais lapidada.

Na Natureza, veio tudo se transformando para que — pelo desenvolvimento da mente — fosse abreviado o amadurecimento de todos os causadores da existência deste Mundo; para que, em suas mentes, se tornassem cientes de como tudo isto se enraizou a partir da raiz mestra da fecundação de toda esta Banda Universal inferior e, sua criação, como foi que ela se deu.

9ª Parte: Construímos este Mundo por conta própria, por o Mundo ser uma conseqüência de todos nós que, somos os seus próprios habitantes que sob o domínio da inconsciência, ninguém ficou conhecendo e nem sabendo quem foi que fez esta máquina de matéria, quem foi que fez esta máquina orgânica pensante. Os arquitetos não se foram daqui; ao contrário, estão todos aqui.

Hoje, já podemos dizer com base e com lógica, o porquê de nossa existência:

—“Se existo, é porque existe o Fluido das sementes dos Sete Reinos da Vida; que, originou a formação do micróbio seminal; para que, tivesse formação este Ser Humano que sou.”.

Lendo esse Livro Racional, a Energia Racional escriturada nele, a pessoa fica ligada a ela; por, ser desenvolvida e preparada por ela. O raciocínio representa a pessoa que vinha sendo preparada há milhões de milênios para que – raciocinando – retorne à vida eterna. Este 3º Ciclo é, ele, o dia do retorno.

E agora – pela leitura de Cultura Racional – sabemos que, por meio da Imunização Racional, deixaremos de ser livres pensadores que vivem perdidos sem nada, de si mesmos nem da formação do Mundo, conhecerem.

A condição suficiente para isto, já foi preenchida pelo advento do Livro de Cultura Racional na Terra, contendo nele a Energia Imunizante Racional; a luz elucidante Racional. E a Energia Racional é a Energia de Deus.

Mas, ainda falta ser preenchida a condição necessária que é: todos fazerem por onde se conhecer nesses Livros em que a Energia Imunizante Racional está materializada em forma discursiva para o desenvolvimento do raciocínio que, é a razão da vida eterna de cada pessoa. E numa linguagem ao alcance de todos.

Portanto, ponhamos de lado essa tolice de julgar precipitadamente que, este assunto aqui postado, nos reporte algo das mesmas raízes do Encanto.

Tem havido por aí, recomendações (de não leitores) para que as pessoas ouçam as composições musicais que foram inspiradas na leitura de alguns volumes do Livro de Cultura Racional, ao invés de lerem os Livros que inspiraram a composição dessas músicas. Não lhes parece um tanto absurda tal recomendação?!

10ª Parte: E agora que, todos nós estamos preparados pela Fase do pensamento que terminou, já podemos ser recuperados pela Fase Racional. A definida solução definitiva da vida e de tudo, solucionada está, no ponto vital da verdadeira vida que é o raciocínio – depois de ligado à Natureza Mãe e, ao Mundo Racional.

E o raciocínio, ele, é que é o ponto vital que redimi a Humanidade que lhe é correspondente. Cada Humanidade Individual dessas (e há uma infinidade delas), cada qual foi sempre a mesma aqui a nascer com diferente e sucessiva formação corpórea de Ser Humano de mente inconsciente e confusa; por ninguém se conhecer. Tudo isto está esclarecido no Livro de Cultura Racional.

11ª Parte: Então, cada Ser tem o seu Fluido? Sim; mas, se existe vida; é porque existe a causa que deu origem à vida. Porquanto, o fluxo efluído das partículas das virtudes perdidas pelo já extinto e deformado corpo de Energia Racional, tal fluxo foi sempre o mesmo afluente seminal a dar origem a sucessivos corpos humanos de massa de matéria para a mesma pessoa; todos, de sua correspondência; foi sempre a mesma espiral criadora dos vírus da energia cósmica que deu origem ao nosso Ser.

Foi sempre esse Fluido, ele sempre foi o mesmo Fluxo dos sete afluentes do sêmen. Ficamos sendo sempre; cada qual, sendo o mesmo Ser sempre aqui a nascer; devido às sementes fluídicas, aqui enraizadas, serem sempre as mesmas sete, de cada qual de nós. Porém, nunca se tratou de reencarnação de espírito.

Espíritos existem sim; mas, não são Seres Humanos desencarnados; embora também vivam eles de experiências, como nós sempre vivemos, até aqui, artificialmente. Médiuns sempre fomos, porque ficávamos sempre pela metade do saber.

Mas, doravante, nesta Fase da Racionalização dos Povos pelo conhecimento do Mundo de nossa Raça; e por, nós sabermos como voltar para ele; é que, esse mesmo Fluido está deixando de ser o Fluxo afluente do sêmen; e passando a ser afluente do Mundo Racional – o nosso verdadeiro Mundo de origem, de onde, num remoto passado afluiu para dar vida a este antimundo.

Portanto, todo Ser travestido de Ente Humano, cada Humanidade Racional dessa, tem a sua Individualidade verdadeira personificada no raciocínio que, é essa Energia latente existente na glândula pineal – a máquina do raciocínio.

Esse Habitante do Mundo Racional – ou, cada Humanidade dessasé um Ser Racional causador da origem da vida do animal Racional, pensador, sofredor e mortal. Posto que, os corpos dos Habitantes do Mundo Racional são de energia de massa cósmica, pura, limpa e perfeita.

São corpos completamente diferentes desses corpos deste segundo Mundo; pois, os corpos aqui gerados e feitos, eles são feitos por uma transformação que se deformou em matéria, Energia materializada em matéria; ou, energia transformada em massa de matéria de uma infinidade de corpos deformados nesse Conjunto Elétrico e Magnético que, é a causa da vida da matéria.

Sendo que, este Segundo Mundo – o Mundo da degeneração e da deformação e das transformações de origem Racional. Este é o Mundo que nós habitamos.

Cada qual dos Habitantes do Mundo Racional que fez uso da vontade sem limites; é que, é o causador das três mecânicas desta vida deformada: da mecânica Racional, da mecânica celeste e da mecânica material.

Foi — cada qual desses mesmos Habitantes que saiu do Mundo Racional — o causador da existência desta Galáxia dos Sete Reinos Deformados; a Galáxia Térrea e as suas sete repartições: sol, lua, estrelas; água, terra, animais e vegetais.

Cada qual está materializado como máquina do raciocínio neste Ente corpóreo que é um espécimen da espécie humana, produto da categoria seminal de bicho Racional, inserido na classe de animal Racional.

Mas, isso foi depois da transformação da classe corpórea de Racional para Animal de origem Racional.

Os tempos agora são estes outros: de cada qual desenvolver em si mesmo, o dono da vida; que, é o raciocínio; para que, este possa esclarecer o porquê da vida e o que a vida é; e apresentar por fim, definida e definitivamente, a solução da vida. Lendo o Livro de Cultura Racional, o raciocínio se desenvolve.

Leiamos os Livros: “Universo em Desencanto”, de Cultura Racional.

Tenhamos todos: saúde e paz, pelo desenvolvimento do raciocínio, o dono da vida que, é o ponto básico da vida eterna.

Imagem

ESTAMOS NO FIM DE NÓS SERMOS ASSIM.

 

ESTAMOS NO FIM DE SERMOS ASSIM

A mente de tão enfraquecida que ela está de tanto pensar, no momento que a pessoa lê, de tão abatido o raciocínio que, no acabar de ler nada se sabe explicar a contento. Lê e esquece. Esquecendo, não sabe reproduzir o que leu.

Para que a pessoa saiba, é preciso ler constantemente, para ir refazendo a saúde, fortalecendo a mente e guardando o que lêem para ter em si o saber e para saber esclarecer aos demais. A pessoa precisa ir de encontro à leitura persistente do Livro desta Fase Racional da Natureza: “UNIVERSO EM DESENCANTO

Finalmente, chegamos aos tempos de nos comunicarmos com os nossos Entes da parte Divina de todo esse Universo; os nossos irmãos Racionais: puros, limpos e perfeitos que lá estão em nosso verdadeiro Mundo de Origem; em outro patamar de vida, muito superior ao que estamos; neste, de onde não somos.

Esta parte aqui do Universo é o Conjunto dos Fluidos gerados de sete partes que formam o Mundo; e que, são a origem do conjunto da vida; pois, a origem de tudo está nos Fluidos das sementes que originaram os micróbios seminais. E, dos micróbios seminais, foi originada a formação do Ser Humano.

Já viemos da  1a Extinção quando vínhamos deixando de ser o que fomos em nossa originalidade de ser: Racionais puros, limpos e perfeitos. Então, vínhamos enveredando pela 1ª deformação em degeneração e, no fim daquela degeneração nos extinguimos em cima da Resina que virou Cinza (pó) e em cima da Planície que virou água.

Depois da 1ª extinção, foi que entramos pela 2ª deformação; pois começamos a nascer do chão até hoje em degeneração neste que, é o 3º Ciclo da vida, esta 2ª deformação que estamos protagonizando, como Racionais deformados em animais livres pensadores, sofredores e mortais.

O 1º Ciclo da vida, nós vivemos no Mundo Racional, o nosso verdadeiro Mundo de Origem. Vivíamos na Planície Racional com os demais que ainda lá estão com o seu progresso de acordo com a sua formação pura, limpa e perfeita.

O 2º Ciclo da vida, foi a nossa 1ª deformação; pois, nós a vivemos em progresso na parte subdesenvolvida do Éden Racional, uma Planície em formação Racional, por onde entramos e começamos a progredir por conta própria. Não estando pronta para tal progresso, ela de lá se desmembrou e veio se distanciando do Mundo Racional e de lá ficando desligada.

Isso foi antes do nada, quando já éramos corpos Racionais deformados indo ao ponto de nossa extinção. Era o 2º Ciclo da vida, ainda éramos corpos Racionais de vida eterna; mas, já em transformações pela 1ª deformação e a caminho da 1ª extinção; pois vínhamos perdendo virtudes.

Dali veio a extinção dos corpos Racionais deformados – a nossa 1ª extinção, perdemos a vida de Racional; findou-se o 2º Ciclo da vida; deixou de existir os corpos Racionais e foi feita a fórmula  de outros corpos de vida; para dar prosseguimento à vida Racional e então, houve a formação corpórea de animal Racional; a formação do corpo humano que, naquele início, nascia do chão.

Estamos agora, na 2ª deformação e, já no fim deste 3º Ciclo da vida; já no fim de sermos assim: livres pensadores, vagos sofredores e mortais. Pois, após numerosas transformações, estamos agora caminhando a passos largos para a extinção de mais uma deformação.

E se chegarmos a ela, advirá a 3ª deformação e, adentraremos pelo 4º Ciclo da vida; a derrota das derrotas: pois, a vida será vivida na hierarquia de classes corpóreas ainda mais inferiores: como irracionais, os corpos de vida inferiores.

Só há um jeito, forma e maneira de evitarmos tal descalabro; no qual, esta formação corpórea de matéria é a de um Ser deformado indo para pior; por seguir se degenerando e, já no fim da 2ª deformação em transformações.

Então vai se enfraquecendo perdendo mais e mais virtudes com as reproduções, até se dar a extinção total de mais essa fórmula de corpos de vida. Esses corpos do 3º Ciclo da vida eterna nesta nossa 2ª deformação em transformações.

Definitivamente, agora é hora de a gente acordar deste sono de pedra milenar. Já dormimos demais, acalentados por engambelos que nos fizeram viver como cegos de olhos abertos sendo inveterados materialistas.

Ouçamos mais este chamado de atenção do Verdadeiro Deus que é um Raciocínio Superior a todos os raciocínios – O Raciocínio Supremo. E se o ouvirmos lendo os volumes do Livro da autoria d’Ele – o Livro Universo em Desencanto – dar-se-á a Racionalização dos Povos. Todos conhecendo o Mundo de nossa Raça e sabendo como voltar para ele.

Averigúe por si mesmo ou por si mesma; esta definida e definitiva solução da vida para que a Terra se torne um Paraíso Racional e tenhamos assegurada a nossa apoteótica volta ao nosso verdadeiro Mundo de Origem – o Mundo Racional.

Tenhamos todos: saúde, paz e concórdia; pelo desenvolvimento do raciocínio que, é obtido no ler e reler e estudar o Livro “Universo em Desencanto” de Cultura Racional.